Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://ri.ufmt.br/handle/1/1033
Tipo documento: Dissertação
Título: Matemática na escola : narrativas de professoras sobre o processo de transição da educação infantil para o ensino fundamental
Autor(es): Silva, Lezi Aparecida da
Orientador(a): Palma, Rute Cristina Domingos da
Membro da Banca: Palma, Rute Cristina Domingos da
Membro da Banca: Silva, Adelmo Carvalho da
Resumo : A presente pesquisa a decorre do seguinte questionamento: “O que manifestam as narrativas de professores, coordenadores escolares e coordenadores da SME sobre o trabalho desenvolvido com a Matemática no processo de transição da pré-escola para o 1o ano do Ensino Fundamental?”. Neste sentido, objetivamos analisar as narrativas de professoras, coordenadoras escolares e coordenadoras da Secretaria Municipal de Educação de Várzea Grande – SME - acerca do trabalho desenvolvido com a Matemática no processo de transição da pré-escola para o 1o ano do Ensino Fundamental (EF). Para as discussões e compreensão dos dados que envolvem a transição da criança na sua fase de infância nos pautamos principalmente nos referencias de Albuquerque e Protásio (2005), Mello (2005, 2014), Kramer (2006), Gorni (2007), Campos (2010), Neves et al (2011), Barbosa e Delgado (2012). Para as discussões sobre Educação Matemática na infância reportamo-nos nos estudos de Moura (2007), Azevedo (2007), Ciríaco (2012), Neves (2012), Moysés (2012), Nakazawa (2014), Nakazawa e Palma (2014), que fundamentam essa área do conhecimento a partir da perspectiva Histórico Cultural. Trata-se de uma pesquisa qualitativa de cunho exploratório que tem a entrevista narrativa como principal fonte de dados, a qual fundamentamo-nos nos estudos de Cunha (1997); Freitas e Fiorentini (2007); Gaskell (2004) e Clandinin & Connelly (2011). O roteiro da entrevista foi composto por eixos temáticos, permitindo às colaboradoras, liberdade para discorrer sobre os temas: Educação Infantil EI, primeiro ano do EF, práticas educativas, matemática na EI e nos anos iniciais, transição da criança da pré-escola para o EF. Neste sentido, o uso das narrativas nos permitiu dar voz as nossas colaboradoras, as quais consideramos ser protagonistas e autoras de sua própria história no percurso de sua atuação profissional. Para a análise dos dados, intentamos assumir a postura de interpretar e compreender o contexto em que estão imersas as narrativas, ou seja, que condições e sob quais orientações as colaboradoras falam sobre a fase de transição da criança que conclui a pré-escola e ingressa no 1o ano do EF, especificamente acerca do trabalho pedagógico desenvolvido com a Matemática. Os resultados indicam de modo geral, que o trabalho desenvolvido com a matemática na fase de transição possui ênfase no ensino do numeral. Identificamos que as falas das professoras e das coordenadoras pedagógicas das escolas se aproximam no sentido de sinalizarem os conteúdos matemáticos a serem desenvolvidos, assim, o trabalho apresentado parte da oralidade para se chegar às atividades de registros, revelando uma visão empirista, de caráter utilitário no trabalho que desenvolvem. Salientamos que as atividades sistematizadas não exploram e nem valorizam a espontaneidade da criança. As narrativas das coordenadoras da SME reconhecem a ausência de um documento próprio para orientar o trabalho pedagógico, sobretudo, os que envolvem a matemática no sistema de ensino municipal, no entanto, destacam os conteúdos espaço e tempo como sendo de fundamental importância para serem desenvolvidos tanto na pré-escola quanto no 1o ano. Sobre a fase de transição entre as etapas da EI para o EF, as narrativas de nossas colaboradoras revelam a ausência de um documento próprio do município, como também orientações teórico- metodológicas que norteiem o trabalho a ser desenvolvido nesse período da vida escolar da criança. No contexto de nossa pesquisa, verificamos nos encaminhamentos pedagógicos, ausência de articulação das ações entre os profissionais que atuam nas duas primeiras etapas da Educação Básica. Consideramos que esta situação, fragiliza a garantia da continuidade no processo de aprendizagem e desenvolvimento da criança. Neste sentido, analisamos que a matemática no processo de transição da EI para o EF é ofertada à criança de maneira destituída de sua significação histórica e social, revelando-nos a urgência de práticas educativas que atendam a especificidade da infância
Resumo em lingua estrangeira: The guiding question is “What manifest the narratives of teachers, school coordinators and coordinators of the municipal secretary SME on the work done with math in the process of transition from pre-school to 1st grade of Basic Education(EF)?”. The present research have the intention of achieving analyze the narratives of teachers, school supervisors of the Municipal Secretary of Education of Varzea Grande about the work done with Math in the process of transition from pre-school to 1st grade of Basic Education(EF). For the discussions and understanding of facts that involve the child transition in the childhood phase is based mainly in Albuquerque an Protasio (2005), Mello (2005,2014), Kramer (2006), Gorni (2007), Campos (2007), Campos (2007), Neves et al (2011), Barbosa e Delgado (2012). For discussions about Math Education in childhood is based in studies of Moura(2007), Azevedo (2007), Ciriaco (2012), Neves (2012), Moyses (2012), Nakazawa e Palma (2014), who founded this area of knowledge based in the Cultural Historic perspective. This is a qualitative exploratory research, that has the main source of information the narrative interview, which based ourselves in the studies of Cunha(1997), Freitas e Fiorentine (2007); Gaskell (2004) e Clandinin & Connelly (2011). The interview was composed by thematics, that allows collaborators to have to freedom to brood about the themes: Pre-school, first grade of Basic Education, Educational practices, Math on early education and early years, child’s transition from pre-school to the 1st year of basic education. In this sense, the use of the narratives allowed us to give voice to our collaborators, which we believe to be the protagonist and authors of their own history in the course of their professional performance.To analyze the informations we intend to take the position to interpret and understand the context in which they are immersed the narratives, conditions and what guidelines the collaborators say about the transition phases of the child the concludes the pre-school and joins the first grade of Basic Education, specially about the pedagogical work developed with Mathematics. The results indicate in general that the work done with the Mathematics in the transition phase has emphasis in teaching the numeral.We identified that the statements of the teachers and coordinators of the schools are close to flag the mathematical contents to be developed, so the work presented part of the orality to reach the activities of records, revealing an empiric, of character utility on the work they do. We emphasize that the activities systematized to not explore and neither value the spontaneity of the child. The narratives of the coordinators of the Municipal secretary of education, recognize the absence of a separate document to guide the pedagogical work, especially those involving mathematics in the municipal school system, however highlight the content space and time as being of fundamental importance to be developed both in pre-school, and 1st year. On the transition between stages of EL to EF, the narratives of our collaborators, demonstrate the absence of a municipality’s own document, as well as theoretical and methodological guidance to work in this period of a child’s school life. In the context of our research, we believe that there is some weakness in educational referrals, and lack of coordination of actions among professionals working in the first two stages of basic education, so that they are guaranteed continuity in the learning process and development of children. In this sense, we analyze the mathematics in the EL transition to the EF, is offered the child in a manner devoid of its historical and social significance in reaving the urgency of educational practices that meet the specific childhood.
Palavra-chave: Educação infantil
1o ano do Ensino Fundamental
Transição
Educação matemática
Palavra-chave em lingua estrangeira: Early education
1st year of elementary school
Transition
Education mathematics
CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::EDUCACAO
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal de Mato Grosso
Sigla da instituição: UFMT CUC - Cuiabá
Departamento: Instituto de Educação (IE)
Programa: Programa de Pós-Graduação em Educação
Referência: SILVA, Lezi Aparecida da. Matemática na escola: narrativas de professoras sobre o processo de transição da educação infantil para o ensino fundamental. 2016. 144 f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Federal de Mato Grosso, Instituto de Educação, Cuiabá, 2016.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://ri.ufmt.br/handle/1/1033
Data defesa documento: 18-Mar-2016
Aparece na(s) coleção(ções):CUC - IE - PPGE - Dissertações de mestrado

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
DISS_2016_Lezi Aparecida da Silva.pdf2.05 MBAdobe PDFVer/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.