Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://ri.ufmt.br/handle/1/1058
Tipo documento: Dissertação
Título: A autoria nas produções de crônicas da Olimpíada da Língua Portuguesa : um olhar enunciativo-discursivo
Autor(es): Barros, Leila Figueiredo de
Orientador(a): Padilha, Simone de Jesus
Membro da Banca: Padilha, Simone de Jesus
Membro da Banca: Gomes, Icléia Rodrigues de Lima e
Membro da Banca: Campos, Maria Inês Batista
Resumo : O presente trabalho tem como propósito apresentar nossa pesquisa de Mestrado, que investigou a autoria nas crônicas produzidas por alunos do 9o ano do Ensino Fundamental e 1o ano do Ensino Médio participantes do projeto Olimpíada de Língua Portuguesa Escrevendo o Futuro (OLPEF). Para sua realização, selecionamos o Caderno do professor “A Ocasião faz o escritor”, da 2a edição do ano de 2010, a fim de analisarmos qualitativamente a base teórico-metodológica assumida como modelo didático do gênero crônica e como esse modelo discute e apresenta a discursividade, e um corpus de dez crônicas finalistas produzidas pelos alunos participantes do projeto. A Olimpíada originou-se do programa Escrevendo o Futuro, desenvolvido pela Fundação Itaú Social entre 2002 e 2006. Atualmente, é realizado em parceria do Ministério da Educação com a Fundação Itaú Social e o Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária (Cenpec). As atividades do projeto da Olimpíada ocorrem de maneira distinta, pois, nos anos ímpares, há formação de professores e, nos pares, realização de um concurso de produção de textos com alunos de escolas públicas de todo país, cujos gêneros selecionados são poemas, memórias literárias, crônicas e artigos de opinião. Nesse contexto, consideramos pertinente analisar como o material da Olimpíada de Língua Portuguesa encaminha o projeto de ensino para o gênero crônica, uma vez que estudar um gênero de natureza social híbrida e ver como ele permite versar sobre aspectos sociais altamente complexos a partir do olhar singular do cotidiano é relevante para as práticas escolares, além de representar um estudo de materiais didáticos alternativos que têm adentrado o espaço escolar ultimamente. Nossas reflexões e análises estão ancoradas na teoria enunciativo-discursiva de abordagem sócio-histórica do círculo de Bakhtin (1919,1924, 1929, 1952-1953) e na teoria de ensino-aprendizagem de Vigotski (1934). Além disso, fizemos um breve retrospecto sobre a produção textual para entendermos o processo de didatização do texto nas aulas de língua portuguesa e sobre alguns conceitos da escola de Genebra. À luz da teoria enunciativo-discursiva, buscamos compreender, de um lado, o tratamento didático do material para a crônica, pois o objetivo desse material é formar um aluno autor para esse gênero e, de outro lado, a discursividade nas crônicas para que pudéssemos observar de que forma os alunos constituíram-se como autores. Em nossa análise, constatamos que o Caderno da Olimpíada dialoga com o discurso oficial (PCNLP, OCEM, MEC) e as atividades não oportunizam ao aluno uma formação suficiente para que seja um sujeito-autor de crônica. Essa lacuna pôde ser observada nas produções, porque, ao analisarmos as produções, os alunos não conseguiram ser autores de crônica literária, mas de textos diversos, configurando gêneros outros. Concluímos, ainda, que o material enfoca o gênero crônica como gênero literário, contudo, acreditamos que a perspectiva discursiva pode possibilitar aos alunos uma visão mais ampla acerca da crônica, como um objeto do discurso, que é multifacetado, dada sua natureza híbrida e oportunizando uma formação mais cidadã ao alunado.
Resumo em lingua estrangeira: This present paper aims to show our research Masters, as investigation about the authorship in the book produced by students in the elementary school in the third grade and freshman from High School project participants in the Olympics Portuguese Language Writing the Future (OLPEF). For this achievement, we selected the teacher's Notebook "The occasion is the writer, " the second edition of 2010 in order to analyze qualitatively the theoretical and methodological base taken as didactic model of gender and chronic discusses how this model and shows the discourse, and a corpus from ten finalists chronicles produced by students who participated in the project. The Olympic is originated from Writing the Future program, developed by Itaú a Social Foundation between 2002 and 2006. Currently, it is a partnership of the Ministry of Education with the Itaú Social Foundation and the Center for Studies and Research in Education, Culture and Community Action (Cenpec).The activities from the project of the Olympics occur in different ways because, in odd years, there are teacher training and, in even, is holding a competition to produce texts with students from public schools in entire country, whose poems are selected genres, memories literature, essays and opinion pieces. In this context, we consider as relevant to examine how the material of the Portuguese Language Olympic forwards the teaching project for the chronic gender, as a genre studying a hybrid of social nature and see how it allows the social aspects relate to highly complex from the natural look is relevant to everyday school practices, and represents a study of alternative learning the tools that have been received by the schools lately. Our thoughts and analyzes are grounded in the theory of enunciative-discursive socio-historical approach of the Bakhtin circle (1919.1924, 1929, 1952-1953) and teaching-learning theory of Vygotsky (1934). Besides this, we present a brief review on the production of texts for understand the process of didactization from the text in Portuguese language classes and some concepts of the Geneva school. Under the light of the enunciative-discursive theory, we search to understand, one side, the didactic material for the chronicle, for the purpose of this material is to form a student author for this genre and on the other side, the discourse in the book so in this way we could observe how students established themselves as real authors. In our analysis, we found that the Book of the Olympics dialogue with the official (PCNLP, OCEM, MEC) and the activities do not give the students enough training to be a subject-author of chronic. This gap could be observed in production, because, by analyzing the productions, students could not be authors of literary chronicle, but many texts, setting from other genres. We also conclude that the material has been focused on the genre as a literary chronicle, however, we believe that the discursive approach can provide students a broader view about the disease, as an object from discourse, that is multifaceted, because of its hybrid nature and giving more opportunities and training to students.
Palavra-chave: Olimpíada
Crônica
Aluno
Autoria
Dialogismo
Palavra-chave em lingua estrangeira: Olympiad
Story
Student
Author
Dialogism
CNPq: CNPQ::LINGUISTICA, LETRAS E ARTES
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal de Mato Grosso
Sigla da instituição: UFMT CUC - Cuiabá
Departamento: Instituto de Linguagens (IL)
Programa: Programa de Pós-Graduação em Estudos de Linguagem
Referência: BARROS, Leila Figueiredo de. A autoria nas produções de crônicas da Olimpíada da Língua Portuguesa: um olhar enunciativo-discursivo. 2012. 179 f. Dissertação (Mestrado em Estudos de Linguagem) - Universidade Federal de Mato Grosso, Instituto de Linguagens, Cuiabá, 2012.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://ri.ufmt.br/handle/1/1058
Data defesa documento: 20-Apr-2012
Aparece na(s) coleção(ções):CUC - IL - PPGEL - Dissertações de mestrado

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
DISS_2012_Leila Figueiredo de Barros.pdf4.3 MBAdobe PDFVer/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.