Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://ri.ufmt.br/handle/1/1428
Tipo documento: Dissertação
Título: Soroprevalência da anemia infecciosa em equídeos do Pantanal, município de Poconé, estado de Mato Grosso, Brasil
Autor(es): Borges, Alice Mamede Costa Marques
Orientador(a): Aguiar, Daniel Moura de
Coorientador: Lima, Márcia Furlan Nogueira Tavares de
Membro da Banca: Aguiar, Daniel Moura de
Membro da Banca: Nakazato, Luciano
Membro da Banca: Ribeiro, Marcio Garcia
Resumo : Um total de 547 equídeos (500 equinos e 47 muares) de 25 fazendas do municipio de Poconé, MT, região do Pantanal matogrossense, foram avaliados para Anemia Infecciosa Equina (AIE) pelo teste de Imunodifusão em gel de àgar (IDGA). Fatores de risco para infecção foram também avaliados por fazendas e animais. Foram detectadas reações positivas em 134 (24,5%) equídeos de 13 (52,0%) fazendas. A prevalência ajustada para animais foi de 31,5% (17,4-48,8% IC 95%) e as taxas de prevalência intra-rebanho variaram entre 5,0 e 77,0%, com um valor de prevalência médio de 23,0% por rebanho infectado. A análise de risco por fazenda revelou que as propriedades localizadas em áreas de pântano apresentaram 60 vezes mais chances de possuir um animal positivo do que as fazendas de áreas secas. De acordo com a análise ajustada do teste do Qui-quadrado, os equídeos que vivem em fazendas sujeitas ao alagamento apresentaram 146,4 mais chances de serem positivos em comparação aos equídeos que vivem em áreas secas. Equídeos com sinais clínicos tiveram 3,74 mais chances de serem positivos comparados a equídeos que não apresentaram manifestações clínicas da doença. A análise de risco espacial resultou numa correlação negativa entre fazendas positivas e negativas e também indicou que as fazendas localizadas na área do pantanal foram associadas com a presença de equídeos positivos. Os resultados do presente estudo revelaram alta prevalência de AIE na área de Pantanal, no Brasil, demonstrando que a região permanece como um grande risco para a infecção.
Resumo em lingua estrangeira: Sera of 547 equidae (500 equine and 47 mules) of 25 farms from a Pantanal region of Brazil were evaluated for Equine Anemia Virus (EIAV) by the agar gel immunodifusion test (AGID). Risk factors for EIAV infection and Spatial Lag Model were also evaluated per farm and animals. Positive reaction was detected in 134 (24.5%) equids dogs from 13 (52.0%) farms. Adjusted prevalence for animal was 31% (17.4-48.8 % 95% CI) and prevalence rates intra-herd ranged from 5.0 to 77.0% with an average prevalence value of 23.0% per infected herd. Analysis per farm showed that farms placed at the wetland area had 60 more chances to have a positive animal than farms from dry areas. According to the adjusted analysis of χ 2 tests, equids living in wetland areas had 146.4 more chances to be positive than equids that live in dry areas, and equids with clinical signs had 3.74 more chances to be positive than equids without clinical signs. Spatial Lag Model showed a negative spatial correlation between positive and negative farms and also indicated that farms located at the wetland area were associated with presence of positive equids. The results of the present work showed a high prevalence of EIA in the Pantanal area in Brazil demonstrating that the region remains as a great risk for infection.
Palavra-chave: Equino
AIE
Sorodiagnóstico
Distribuição espacial
Epidemiologia
Fatores de risco
IDGA
Palavra-chave em lingua estrangeira: Equid
EIAV
Serodiagnosis
Spatial distribution
Epidemiology
Risk factor
AGID
CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::MEDICINA VETERINARIA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal de Mato Grosso
Sigla da instituição: UFMT CUC - Cuiabá
Departamento: Faculdade de Agronomia, Medicina Veterinária e Zootecnia (FAMEVZ)
Programa: Programa de Pós-Graduação em Ciências Veterinárias
Referência: BORGES, Alice Mamede Costa Marques. Soroprevalência da anemia infecciosa em equídeos do Pantanal, município de Poconé, estado de Mato Grosso, Brasil. 2012. 57 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Veterinárias) - Universidade Federal de Mato Grosso, Faculdade de Agronomia, Medicina Veterinária e Zootecnia, Cuiabá, 2012.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://ri.ufmt.br/handle/1/1428
Data defesa documento: 5-Mar-2012
Aparece na(s) coleção(ções):CUC - FAMEVZ - PPGVET - Dissertações de mestrado

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
DISS_2012_Alice Mamede Costa Marques Borges.pdf717.58 kBAdobe PDFVer/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.