Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://ri.ufmt.br/handle/1/163
Tipo documento: Dissertação
Título: Vivências e memórias : a cultura escolar da Escola Rural Mista Municipal Santo Antonio em Tangará da Serra – MT (1965 – 1983)
Autor(es): Beck, Kátia Maria Kunntz
Orientador(a): Sá, Elizabeth Figueiredo de
Membro da Banca: Sá, Elizabeth Figueiredo de
Membro da Banca: Silva, Alexandra Lima da
Membro da Banca: Oliveira, Carlos Edinei de
Resumo : A presente dissertação pretende, através de uma ação investigativa no campo da historiografia, analisar as representações de escolarização da infância na cultura escolar da Escola Rural Mista Municipal Santo Antonio, criada no espaço rural denominado “Reserva”, durante o período de colonização de Tangará da Serra-MT. A delimitação do período em estudo se constitui entre 1965, quando foi criada a escola e nomeada a primeira professora, até 1983, período que a professora Iracema da Silva Machado Casagrande lecionou nesta instituição de ensino. Tem como base teórica as discussões de autores relacionados ao campo da História Cultural, entre eles Roger Chartier; Michel de Certeau e Dominique Julia, que me permitiu analisar a construção de sentido e do fazer das práticas sociais em uma região contemporânea de colonização, tendo como princípio que historiar sobre a educação escolar nesse período possibilita analisar e compreender como as pessoas se organizaram a partir da migração e quais representações apresentam a respeito da educação escolar. A metodologia de estudo é de caráter histórico-analítico-documental e tem como fonte obras memorialísticas, estudos bibliográficos, acervos escolares, particulares e paroquiais, iconografia e história oral. Na perspectiva da história oral, foram realizadas entrevistas com a professora Iracema da Silva Machado Casagrande, ex-alunos e pais dos alunos que vivenciaram experiências de um período histórico e que hoje são vozes que se entrelaçam entre memória coletiva e memória individual, tornando suas falas em relatos de memórias que contribuem, antes de tudo, para o diálogo do presente com o passado. Tais fontes são encontradas no arquivo da Secretaria Municipal de Educação e Cultura de Tangará da Serra, no Arquivo Público de Mato Grosso, em arquivos particulares, na Sala de Memória de Tangará da Serra, na base de dados do Grupo de História da Educação e Memória/GEM/IE/UFMT, entre outros. Com base na análise de documentos e dos relatos de memória sobre o período inicial de colonização e sobre a criação da primeira escola rural no município, pode-se entender que foi a partir da mobilização, do envolvimento e do interesse das famílias migrantes, em busca de melhores condições de vida, que a educação escolar despontou no espaço rural, pois acreditavam na importância dos estudos para a conquista de uma vida melhor para seus filhos. Percebe-se, portanto, que a educação escolar, inicialmente, foi fruto de luta dos migrantes em Tangará da Serra/MT e que diferentes representações de escolarização de infância se materializaram na cultura escolar da Escola Rural Mista Municipal Santo Antonio.
Resumo em lingua estrangeira: This dissertation intends to through an action research in the field of historiography, to analyse the representations of childhood education in school culture of Santo Antonio Municipal Coeducational Rural School that was created in the countryside called "Reserva" during the period of colonization of Tangará da Serra-MT. The delimitation of the period under study is between 1965, when the school was established and named the first teacher; until 1983, during which the teacher Iracema da Silva Machado Casagrande taught in this Educational Institution. It’s based on theoretical discussions of authors related to the field of Cultural History, among them Roger Chartier, Michel de Certeau and Dominique Julia. This field allows analyzing the construction of meaning and the social practices in a contemporary region of colonization, with the principle that historicize about school education in this period makes it possible to analyze and understand how people have organized from the migration and which feature representations regarding school education. The study methodology is historical-analytical-documentary character and has as a source, memory works, bibliographic studies, private and parochial schools collections, Oral History and iconography. From the perspective of Oral History interviews were held with the teacher Iracema da Silva Machado Casagrande, ex-alumni and parents of students who have lived experiences of a historical period and that today are voices which intertwine between collective and individual memory which becoming reports of memories that contribute to the dialogue of the present with the past. The sources are found in the archive of the Municipal Department of Education and Culture of Tangará da Serra, in the Public Records of Mato Grosso State, in particular files, in “Sala de Memória” of Tangará da Serra, in the database of “Grupo de História da Educação e Memória” /GEM/IE/UFMT, between others. Based on the analysis of documents and reports of memory about the initial period of colonization and the establishment of the first rural school in the municipality is possible to understand that it was from the mobilization, the involvement and interest of migrants families, in search of better living conditions, that school education topping in the countryside, because they believed in the importance of the studies for the achievement of a better life for their children. Therefore, that school education initially was the result of struggle of migrants in Tangará da Serra/MT and different representations of childhood schooling materialized on school culture of Santo Antonio Municipal Coeducational Rural School.
Palavra-chave: Cultura escolar
Escola rural
Memória
Tangará da Serra-MT
Palavra-chave em lingua estrangeira: School culture
Rural school
Memories
Tangará da Serra-MT
CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::EDUCACAO
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal de Mato Grosso
Sigla da instituição: UFMT CUC - Cuiabá
Departamento: Instituto de Educação (IE)
Programa: Programa de Pós-Graduação em Educação
Referência: BECK, Kátia Maria Kunntz. Vivências e memórias: a cultura escolar da Escola Rural Mista Municipal Santo Antonio em Tangará da Serra – MT (1965 – 1983). 2015. 160 f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Federal de Mato Grosso, Instituto de Educação, Cuiabá, 2015.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://ri.ufmt.br/handle/1/163
Data defesa documento: 1-Apr-2015
Aparece na(s) coleção(ções):CUC - IE - PPGE - Dissertações de mestrado

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
DISS_2015_Katia Maria Kunntz Beck.pdf5.35 MBAdobe PDFVer/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.