Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://ri.ufmt.br/handle/1/214
Tipo documento: Dissertação
Título: Características ósseas de frangos de corte suplementados com Solanum glaucophyllum
Autor(es): Drosghic, Laura Caroline Almeida Branco
Orientador(a): Vieites, Flávio Medeiros
Coorientador: Corrêa, Gerusa da Silva Salles
Membro da Banca: Vieites, Flávio Medeiros
Membro da Banca: Corrêa, Gerusa da Silva Salles
Membro da Banca: Galati, Rosemary Laís
Membro da Banca: Vargas Junior, José Geraldo de
Resumo : A produção de aves sempre buscou maximizar a eficiência produtiva de frangos de corte, mas associadas a essas melhorias surgiram características indesejadas. Os transtornos ósseos são ocasionados pela rápida deposição de tecido animal, ao mesmo tempo em que o desenvolvimento ósseo continuou com crescimento normal. Isso fez com que houvesse prejuízo à capacidade de deslocamento, ao bem estar e, consequentemente ao desenvolvimento destas. Surgiram inúmeros programas nutricionais como uso da vitamina D e seus metabólitos que participam na regulação da homeostase de cálcio e fósforo por um mecanismo que aumenta a captação intestinal destes, diminuindo as perdas renais e estimulando a reabsorção óssea. O presente estudo teve como objetivo utilizar a Solanum glaucophyllum como fonte suplementar de 1,25-dihidroxicolecalciferol nas características ósseas de frangos de corte. Para tal, foram desenvolvidos dois ensaios. No ensaio 1 utilizando frango de corte fêmea e no 2 frango de corte macho. Avaliou-se a utilização suplementar de Solanum glaucophyllum como fonte de vitamina D3 ativa. Foram utilizados um total de 1.296 frangos de corte da marca comercial Cobb® em delineamento em blocos ao acaso com 6 tratamentos e 6 repetições com 18 aves por unidade experimental. Os tratamentos consistiram na suplementação de 0,0; 0,5; 1,0; 1,5; 2,0 e 2,5 μg de vitamina D3 ativa/kg de ração. Aos 21 e 35 dias de idade as aves foram pesadas e um frango por repetição com peso médio do lote foi abatido para se obter os tibiotarsos. As variáveis analisadas foram os pesos in natura, seco e desengordurado, comprimento, diâmetros, resistência óssea, índice Seedor, teores de proteínas colagenosas e não colagenosas, minerais e cinzas. No ensaio 1, aos 35 dias de idade, a composição orgânica e mineral dos ossos (peso in natura, proteínas não colagenosas, cinzas) foi afetada pelo fornecimento suplementar de 2,5 μg de vitamina D3 na forma de 1,25(OH)2D3. Já no ensaio 2 as características ósseas foram afetadas pela suplementação de vitamina D3 ativa nas rações. Recomenda-se até 1,5 μg de vitamina D3 ativa nas rações para frangos de corte machos de 8 a 35 dias de idade.
Resumo em lingua estrangeira: Poultry farming has always aimed to maximize production efficiency in broilers, but unwanted characteristics came together with these improvements. Bone disorders are caused by rapid deposition of animal tissue, while the bone development continues its normal growth. This meant the movement capacity was damaged, as the welfare and consequently the development of these birds. Several nutritional programs have been emerged, such as the use of vitamin D and its metabolites involved in regulating calcium and phosphorous homeostasis by a mechanism which enhances their intestinal uptake, reducing renal losses and stimulating bone resorption. With the present study, it was aimed to use Solanum glaucophyllum as a supplementary source of 1,25-dihydroxycholecalciferol in bone characteristics of broiler chickens. To this end, two assays were conducted. In the assay 1, they were used female broilers, and in the assay 2, male broilers. It was evaluated the additional use of Solanum glaucophyllum as a source of active vitamin D3. A total of 1,296 broiler chickens of Cobb® trademark were used in a randomized block design, with 6 treatments and 6 repetitions with 18 birds. The treatments consisted of supplementation of 0.0; 0.5; 1.0; 1.5; 2.0 and 2.5 μg of active vitamin D3 / kg of feed. At 21 and 35 days of age, the birds were weighed and one chicken by repetition, representing the average weight of the lot, was slaughtered in order to get the tibia tarsus. The analyzed variables included fresh, dry and degreased weights, length, diameter, bone resistance, Seedor index, collagenous and non-collagenous protein contents, minerals and ashes. In the assay 1, at 35 days of age , the organic and mineral composition of the bones ( fresh weight, non- collagenous proteins and ashes) were affected by the additional provision of 2.5 μg of vitamin D3 in the 1,25 (OH ) 2D3 form. In the assay 2, bone characteristics were affected by active vitamin D3 supplementation in the diet. It is recommended the provision of 1.5 μg of active vitamin D3 in feed for broilers from 8 to 35 days old.
Palavra-chave: Colágeno
Mineral
Vitamina D3
Palavra-chave em lingua estrangeira: Collagen
Mineral
Vitamin D3
CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::ZOOTECNIA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal de Mato Grosso
Sigla da instituição: UFMT CUC - Cuiabá
Departamento: Faculdade de Agronomia, Medicina Veterinária e Zootecnia (FAMEVZ)
Programa: Programa de Pós-Graduação em Ciência Animal
Referência: DROSGHIC, Laura Caroline Almeida Branco. Características ósseas de frangos de corte suplementados com Solanum glaucophyllum. 2015. 68 f. Dissertação (Mestrado em Ciência Animal) - Universidade Federal de Mato Grosso, Faculdade de Agronomia, Medicina Veterinária e Zootecnia, Cuiabá, 2015.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://ri.ufmt.br/handle/1/214
Data defesa documento: 30-Mar-2015
Aparece na(s) coleção(ções):CUC - FAMEVZ - PPGCA - Dissertações de mestrado

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
DISS_2015_Laura Caroline Almeida Branco Drosghic.pdf1 MBAdobe PDFVer/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.