Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://ri.ufmt.br/handle/1/439
Tipo documento: Dissertação
Título: Uso de probiótico durante o transporte de juvenis de tambaqui (Colossoma macropomum) em sistema fechado
Autor(es): Ferreira, Celma Maria
Orientador(a): Ribeiro, Janessa Sampaio de Abreu
Coorientador: Povh, Jayme Aparecido
Membro da Banca: Ribeiro, Janessa Sampaio de Abreu
Membro da Banca: Bertoloni, William
Membro da Banca: Silva, Felipe Gomes da
Membro da Banca: Mauad, Juliana Rosa Carrijo
Resumo : Objetivou-se estudar se o uso de probiótico a base de Bacillus spp, veiculado na ração e dissolvido em água, é capaz de alterar as características histomorfométricas da mucosa intestinal de tambaqui e minimizar as respostas de estresse desta espécie durante o procedimento de transporte. Um total de 510 juvenis de tambaqui (peso e comprimento total médio inicial de 83,26 ± 28,14 g e 17,39 ± 1,90 cm, respectivamente) foi distribuído em três tanques de alvenaria. Durante 60 dias, os peixes de dois tanques foram alimentados com ração comercial e os peixes do terceiro tanque com ração comercial suplementada com probiótico. Após este período, os peixes de cada tanque foram divididos em sacos plásticos e transportados por 4 horas de acordo com os seguintes tratamentos: T1: alimentação com ração comercial (controle); T2: alimentação com ração comercial e probiótico adicionado na água durante o transporte (20 mg/L); T3: alimentação com ração comercial suplementada com probiótico (1,0 g/kg de ração). Antes do transporte (basal), 24 e 96 horas após o transporte, oito peixes de cada tratamento foram submetidos à eutanásia e o intestino retirado para pesagem e mensuração do comprimento para avaliação da relação comprimento corporal/intestino. Em seguida, foi realizada coleta da porção anterior e posterior do intestino, para avaliação das características morfo-histológicas da mucosa intestinal (altura e comprimento das vilosidades). Nestes mesmos tempos de amostragem e imediatamente após transporte (chegada)ocorreram as coletas de sangue para avaliação de parâmetros metabólicos, hematológicos, iônicos e imunológicos. Os resultados foram analisados por ANOVA usando o software SAS e os dados expressos em médias comparadas pelo teste de Tukey, com 5% de significância. A suplementação com probiótico (Bacillus spp.) não exerceu efeito no peso, peso relativo, altura e comprimento das vilosidades do intestino do tambaqui submetido ao transporte. Além disso, as respostas de estresse durante este procedimento foram similares entre os tratamentos testados, indicando que o probiótico não foi eficiente em suprimir as respostas de estresse e melhorar o sistema imunológico inato no tambaqui.
Resumo em lingua estrangeira: The aim of this study was to evaluate the intestinal mucosal integrity and the effectiveness of addition of a probiotic as a potential stress reducer during the transport of tambaqui juveniles. In a completely randomized design with three treatments and seven replications, a control treatment (fish fed a commercial diet without probiotic) with was compared with two other treatments involving the use of a commercial probiotic incorporated into the diet or in the transport water. A total of 510 juvenile tambaqui (83.26 ± 28.14 g and 17.39 ± 1.90 cm) were distributed into three cement tanks. For 60 days, fish from the two tanks were fed a commercial diet, and the fish from the third tank received a commercial diet supplemented with a probiotic. After this period, the fish from each tank were divided into plastic bags and transported for four hours, receiving the following treatments: T1: commercial diet (control); T2: commercial diet and probiotic dissolved in the transport water (20 mg/L); T3: commercial diet supplemented with probiotic (1.0 g/kg diet). Before transport (baseline), and 24 and 96 hours after transport, fish from each treatment were euthanized and their intestine was removed for morphological and histological evaluation of the intestinal mucosa. In these same sampling times and immediately after transport, blood was collected to evaluate metabolic, hematologic, immunologic, and ionic parameters. The results were analyzed by ANOVA using the SAS software and data were expressed as means compared by Tukey’s test at 5% significance. In all treatments, the intestine length increased with increase in thefish size. Supplementation with probiotic (Bacillus spp.) had no effect on weight (g), relative weight (%), villus height and villus length of tambaqui challenged with transport. The stress response of the tambaqui fish was similar among the tested treatments, indicating that the probiotic used was not efficient in suppressing stress during transportation.
Palavra-chave: Bacillus ssp
Estresse
Imunologia inata
Vilosidades intestinais
Palavra-chave em lingua estrangeira: Bacillus ssp
Innate immunology
Intestinal villi
Stress
CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::ZOOTECNIA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal de Mato Grosso
Sigla da instituição: UFMT CUC - Cuiabá
Departamento: Faculdade de Agronomia, Medicina Veterinária e Zootecnia (FAMEVZ)
Programa: Programa de Pós-Graduação em Ciência Animal
Referência: FERREIRA, Celma Maria. Uso de probiótico durante o transporte de juvenis de tambaqui (Colossoma macropomum) em sistema fechado. 2014. 80 f. Dissertação (Mestrado em Ciência Animal) - Universidade Federal de Mato Grosso, Faculdade de Agronomia, Medicina Veterinária e Zootecnia, Cuiabá, 2014.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://ri.ufmt.br/handle/1/439
Data defesa documento: 10-Mar-2014
Aparece na(s) coleção(ções):CUC - FAMEVZ - PPGCA - Dissertações de mestrado

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
DISS_2014_Celma Maria Ferreira.pdf2.02 MBAdobe PDFVer/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.