Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://ri.ufmt.br/handle/1/469
Tipo documento: Dissertação
Título: Fatores associados à piora do grau de incapacidade física durante o tratamento de hanseníase no Brasil
Autor(es): Costa, Letícia Gomes
Orientador(a): Ignotti, Eliane
Coorientador: Cortela, Denise da Costa Boamorte
Membro da Banca: Ignotti, Eliane
Membro da Banca: Santos, Marina Atanaka dos
Membro da Banca: Fontes, Cor Jesus Fernandes
Resumo : Hanseníase constitui relevante problema de saúde pública, devido a sua magnitude, e seu alto potencial incapacitante. Objetivo: Analisar os fatores associados à piora das incapacidades físicas durante o tratamento dos casos novos de hanseníase diagnosticados no Brasil em 2009. Método: Estudo de corte transversal sobre os fatores associados à piora do grau de incapacidade física durante o tratamento de coortes de casos de hanseníase PB e MB. Os dados foram provenientes do Sistema de Informação de Agravos de Notificação Nacional (SINAN). Realizou-se análise descritiva das variáveis e comparação das proporções de piora e não piora do grau de incapacidade por meio do teste qui-quadrado ao nível de 5%. Para analisar as variáveis associadas à piora do grau do GIF foi utilizada regressão logística para verificar a razão de chances (odds ratio), com intervalo de confiança de 95%. Resultados: Dentre as regiões brasileiras, os pacientes da região Sul foram os que apresentaram a maior chance de piora do grau de incapacidade física (ORaj = 2,19; IC: 1,85 – 2,58), em seguida estão os casos da região Sudeste com 1,53 vezes a chanceaj de piora (IC: 1,36 – 1,73), ambos comparados aos da região Norte. Também apresentaram chance de piora, os casos multibacilares de 3,09 vezes (IC: 2,82 – 3,39) o sexo masculino de 1,27 vezes (IC: 1,17 – 1,37). Os idosos e adultos quando comparados às crianças apresentaram 2,67 e 1,95 vezes a chanceaj de piora (IC: 2,13 – 3,34; 1,58 – 2,40 respectivamente), e os casos que apresentaram episódios reacionais tiveram 2,42 vezes maior chance de piora (IC: 2,22 – 2,64). Conclusão: Os fatores associados à piora do grau de incapacidade física durante o tratamento é composto pelos pacientes residentes nas regiões Sul e Sudeste, os casos do sexo masculino, os multibacilares, os que apresentaram episódios reacionais, idosos e adultos, os casos irregulares, bem como aqueles com baixa escolaridade.
Resumo em lingua estrangeira: Leprosy is a relevant public health problem due to its magnitude, and high disabling potential. Objective: To analyze factors associated with worsening physical disability grade during treatment of newly diagnosed cases of leprosy in Brazil in 2009. Methods: Cross-sectional study about associated factors of worsening physical disability grade during the treatment of PB and MB cohort leprosy cases. Data were collected from the National Reportable Diseases Database (SINAN). It was applied descriptive analysis of the variables and chi–square test at 5% level to compare proportions of worsening and not worsening of the disability grade. To analyze the variables associated with the worsening disability grade, logistic regression was used to determine the odds ratio (OR), with a confidence interval of 95%. Results: Among the Brazilian regions, patients in the Southern region were those with the greatest odds of worsening the physical disability grade (OR = 2.19; CI: 1.85 - 2.58), following were the Southeast cases with odds of 1.53 (CI: 1.36 to 1.73 ), both compared to the North region patients. Multibacillary presented odds ratioadj of 3.09 (CI: 2.83 - 3.40) and male cases of 1.27 (CI: 1.17 - 1,37) to worse. Seniors and adults compared to children had odds of 2.67 and 1.95 of worsening (CI: 2.13-3.34; 1.58-2.40 respectively), and the reactional cases had odds of 2.35 to worse (CI: 2.15 - 2:56). Conclusion: The factors associated with worsening physical disability grade during the treatment are composed by the patients residents in the South and Southeast regions, male cases, multibacillary, those that presented reactional episodes, seniors and adults, irregular cases as well as those with low scholarity.
Palavra-chave: Pessoas com incapacidade física
Qualidade da assistência à saúde
Epidemiologia
Palavra-chave em lingua estrangeira: Person with physical disability
Quality of health care
Epidemiology
CNPq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::SAUDE COLETIVA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal de Mato Grosso
Sigla da instituição: UFMT CUC - Cuiabá
Departamento: Instituto de Saúde Coletiva (ISC)
Programa: Programa de Pós-Graduação em Saúde Coletiva
Referência: COSTA, Letícia Gomes. Fatores associados à piora do grau de incapacidade física durante o tratamento de hanseníase no Brasil. 2014. 74 f. Dissertação (Mestrado em Saúde Coletiva) - Universidade Federal de Mato Grosso, Instituto de Saúde Coletiva, Cuiabá, 2014.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://ri.ufmt.br/handle/1/469
Data defesa documento: 12-Mar-2014
Aparece na(s) coleção(ções):CUC - ISC - PPGSC - Dissertações de mestrado

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
DISS_2014_Leticia Gomes Costa.pdf1.22 MBAdobe PDFVer/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.