Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://ri.ufmt.br/handle/1/476
Tipo documento: Dissertação
Título: O agronegócio e as intoxicações agudas por agrotóxicos em Mato Grosso, Brasil
Autor(es): Silva, Shinarley Azevedo da
Orientador(a): Pignati, Wanderlei Antonio
Coorientador: Silva, Ageo Mário Cândido da
Membro da Banca: Pignati, Wanderlei Antonio
Membro da Banca: Pignatti, Marta Gislene
Membro da Banca: Nasrala Neto, Elias
Resumo : As intoxicações por agrotóxicos são caracterizadas como problema de saúde pública no mundo e ocasionam danos irreversíveis ao organismo do homem, podendo evoluir ao óbito. Elas são decorrentes da cadeia produtiva gerada pelo agronegócio e impactam sobre o ambiente e sobre as vidas animal e humana. Objetivo: Avaliar as notificações de intoxicações por agrotóxicos e a sua relação com o uso destes produtos em Mato Grosso, no período de 2007 a 2012. Métodos: Estudo realizado em duas etapas: na primeira foi realizada análise descritiva acerca das notificações de intoxicação por agrotóxicos registradas no SINAN, abrangendo as dezesseis Regiões de Saúde de Mato Grosso, no período de 2007 a 2012 e sua relação com a utilização deste produto no estado. Na segunda etapa foi realizado estudo analítico acerca destas intoxicações por agrotóxicos e realizada se análises descritiva, bivariada e regressão múltipla. Resultados: Etapa 1- Das 760 notificações analisadas, as regionais que apresentaram os maiores percentuais de casos estão inseridas na cadeia do agronegócio neste estado: Sinop (16%), Rondonópolis (13%), Barra do Garças (11%) e Tangará da Serra (9%). A maioria dos casos ocorreu de maneira acidental (39%) seguida pela tentativa de suicídio (29%). Etapa 2: Das 312 notificações resultantes da etapa 1, as maiores incidências de intoxicações ocorreram em indivíduos do sexo masculino (69,23%). A faixa etária com maiores frequências foi de 20 a 39 anos. 46,51% corresponderam á cor parda, e mais que metade dos casos (70%) possuía até o nível fundamental completo. O local da exposição foi o ambiente de trabalho (48%), intoxicação de forma acidental (38%). Nos meses de outubro a março foram verificadas as maiores ocorrências que coincidem com o período da safra agrícola. Em 66% dos casos houve atendimento hospitalar e em 2% dos intoxicados houve cura com sequelas. Foram encontradas associações entre três variáveis sobre as características de exposição aos agrotóxicos e a variável desfecho “se são decorrentes do trabalho”, que são: o ambiente de trabalho, agrotóxico de uso agrícola e exposição ambiental, sendo que todos apresentaram p= < 0,001. Considerações: Os resultados sinalizam para os impactos negativos do processo produtivo do agronegócio, indicando que os agrotóxicos que são utilizados intensivamente na produção agrícola, estão induzindo intoxicações agudas que coincidem com o período das safras agrícolas, sendo que as maiores incidências estão nas regionais maiores produtoras. Os dados sugerem temas específicos a serem incluídos nas capacitações destinadas aos profissionais de saúde: a) classificação de agente tóxico; b) nome comercial do agrotóxico; c) Princípio ativo e outros detalhes da vigilância de investigação das intoxicações exógenas do SINAN. Recomenda-se um estudo sobre a viabilidade de integração do Sistema de Informação de Agrotóxicos (SIA) à base de dados do SINAN, como meio de minimizar as falhas no preenchimento das variáveis referentes aos agrotóxicos. Faz-se necessário a implantação das ações da vigilância a saúde das populações expostas aos agrotóxicos em Mato Grosso.
Resumo em lingua estrangeira: The pesticide poisoning are characterized as public health problem worldwide and cause irreversible damage to the body of man, can evolve to death. They result in the production chain generated by agribusiness and impact on the environment and on human and animal lives. Objective: To evaluate reports of pesticide poisoning and its relation to the use of these products in Mato Grosso, in the period 2007 to 2012 Methods: Study conducted in two stages: first descriptive analysis was performed on notifications of pesticide poisoning recorded in SINAN, covering sixteen health regions of Mato Grosso, in the period from 2007 to 2012 and its relation to the use of this product in the state. In the second step was carried out analytical study on these pesticide poisoning and performed descriptive, bivariate and multiple regression analyzes. Results: Step 1 Of 760 complaints analyzed, the regional who had the highest percentages of cases are inserted in the agribusiness chain in this state: Sinop (16%), Rondonópolis (13%), Barra do Garças (11%) and Tangará da Serra (9%). Most cases occurred from accidental way (39%) followed by attempted suicide (29%). Step 2: Of the 312 notifications resulting from step 1, the highest incidences of poisoning occurred in males (69.23%). The age group with the highest frequency was 20-39 years. 46.51% were mixed race, and more than half the cases (70%) had completed elementary level up. The venue of the exhibition was the work environment (48%), accidental poisoning (38%). In the months from October to March the major events that coincide with the period of harvest were verified. In 66% of cases there was in hospital and 2% of cure was intoxicated with sequelae. Associations were found between three variables on the characteristics of pesticide exposure and the outcome variable "if they are from work", which are: the working environment, pesticide use in agriculture and environmental exposure, and all with p <0.001. Considerations: The results point to the negative impacts of the agribusiness production process, indicating that the pesticides that are used intensively in agricultural production, are inducing acute poisoning which coincide with the period of the harvest, with the highest incidences are higher in regional production . The data suggest specific to be included in training for professionals of health issues: a) classification of toxic agent; b) trade name of the pesticide; c) Active Ingredient and other details of the surveillance research of exogenous intoxications SINAN. A study on the feasibility of integrating the Pesticide Information System (CIS) database SINAN as a means of minimizing errors in the completion of the variables related to pesticides is recommended. It is necessary to implement the actions of the health surveillance of populations exposed to pesticides in Mato Grosso.
Palavra-chave: Agronegócio
Agrotóxicos
Intoxicações
Palavra-chave em lingua estrangeira: Agribusiness
Pesticides
Poisoning
CNPq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::SAUDE COLETIVA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal de Mato Grosso
Sigla da instituição: UFMT CUC - Cuiabá
Departamento: Instituto de Saúde Coletiva (ISC)
Programa: Programa de Pós-Graduação em Saúde Coletiva
Referência: SILVA, Shinarley Azevedo da. O agronegócio e as intoxicações agudas por agrotóxicos em Mato Grosso, Brasil. 2014. 117 f. Dissertação (Mestrado em Saúde Coletiva) - Universidade Federal de Mato Grosso, Instituto de Saúde Coletiva, Cuiabá, 2014.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://ri.ufmt.br/handle/1/476
Data defesa documento: 20-Aug-2014
Aparece na(s) coleção(ções):CUC - ISC - PPGSC - Dissertações de mestrado

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
DISS_2014_Shinarley Azevedo da Silva.pdf3.05 MBAdobe PDFVer/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.