Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://ri.ufmt.br/handle/1/538
Tipo documento: Dissertação
Título: Caracterização ultrassonográfica dos órgãos da cavidade celomática do jabuti-piranga (Chelonoidis carbonaria SPIX, 1824)
Autor(es): Meireles, Yara Silva
Orientador(a): Souza, Roberto Lopes de
Coorientador: Néspoli, Pedro Eduardo Brandini
Membro da Banca: Néspoli, Pedro Eduardo Brandini
Membro da Banca: Corrêa, Sandra Helena Ramiro
Membro da Banca: Zanatta, Rosana
Resumo : Nesse estudo foram descritas a morfologia ultrassonográfica e sintopia das vísceras da cavidade celomática do jabuti-piranga. Trinta e oito animais hígidos, 19 machos e 19 fêmeas, foram anestesiados com cetamina e midazolan e contidos em decúbito ventral para realização de varredura ultrassonográfica da cavidade celomática através dos acessos cervicais e pré-femorais com transdutor setorial multifrequencial. Foram aferidas várias medidas corpóreas e frequência cardíaca e foram avaliadas a morfologia, ecogenicidade e a sintopia do coração, tireóide, fígado, vesícula biliar, estômago, intestinos, ovários, oviduto, testículos, rins e bexiga. O coração mostrou dois átrios e um ventrículo com parede trabecular e espessa. Na base cardíaca pode-se visibilizar a tireóide ovalada e ecogênica, cujas medidas mostraram correlação positiva com o peso do animal. O fígado, a vesícula biliar e o aparelho digestório foram semelhantes ao visto em mamíferos e quelônios, porém, a imagem do fígado dos jabutis apresentou aparência mais hiperecóica em relação aos dos mamíferos. Os rins foram vistos como estruturas triangulares, hipoecóicas, homogêneas e vascularizadas e a bexiga foi observada na maioria das vezes com forma alongada com conteúdo anecóico e sua parede foi vista como uma fina linha hiperecóica quando havia líquido livre. Os testículos foram observados como estruturas alongadas, homogêneas e hiperecóicas em relação aos rins. Os folículos ovarianos foram vistos como esferas ecogênicas a hiperecogênicas de tamanho e quantidade variável, o oviduto como uma estrutura tubular sigmoide. Os eram estruturas com finas linhas hiperecóicas com sombreamento acústico posterior. Em alguns animais, havia quantidade variável de líquido livre ao redor do coração e na cavidade celomática.
Resumo em lingua estrangeira: In this study we describe the sonographic morphology and sintopy of the coelomic cavity organs of red-footed tortoise. Thirty eight healthy animals, 19 males and 19 females, were anesthetized with ketamine and midazolam and contained in ventral decubitus position for scanning the coelomic cavity through the cervical and pre- femoral access with multifrequency sector transducer. Several body measurements and heart rate were measured and the morphology, echogenicity and sintopy of the heart, thyroid, liver, gallbladder, stomach, intestines, ovaries, oviduct, testis, kidney and bladder were evaluated. The heart showed two atria and one ventricle with trabecular thick wall. In cardiac basis was visualized the oval and echogenic thyroid, which showed a positive correlation with the weight of the animal. The liver, gallbladder and digestive system were similar to those seen in mammals and turtles. However, the tortoise liver was more hyperechoic relative to mammals. The kidneys were seen as triangular structures, hypoechoic, homogeneous and vascularized and the bladder was observed mostly as elongated with anechoic content and its wall was seen as a thin hyperechoic line when there was free fluid. The testes were observed as elongated, homogeneous and hyperechoic in relation to kidney structures. The ovarian follicles were seen as a hyperechoic echogenic balls of variable size and quantity, the oviduct as a sigmoid tubular structure and eggs as thin hyperechoic lines with posterior acoustic shadowing. In some animals, there was a variable amount of anechoic fluid around the heart and in the coelomic cavity.
Palavra-chave: Chelonoidis carbonaria
Jabuti
Quelônios
Répteis
Ultrassom
Palavra-chave em lingua estrangeira: Chelonoidis carbonaria
Quelonians
Reptiles
Tortoise
Ultrasound
CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::MEDICINA VETERINARIA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal de Mato Grosso
Sigla da instituição: UFMT CUC - Cuiabá
Departamento: Faculdade de Agronomia, Medicina Veterinária e Zootecnia (FAMEVZ)
Programa: Programa de Pós-Graduação em Ciências Veterinárias
Referência: MEIRELES, Yara Silva. Caracterização ultrassonográfica dos órgãos da cavidade celomática do jabuti-piranga (Chelonoidis carbonaria SPIX, 1824). 2014. 81 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Veterinárias) - Universidade Federal de Mato Grosso, Faculdade de Agronomia, Medicina Veterinária e Zootecnia, Cuiabá, 2014.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://ri.ufmt.br/handle/1/538
Data defesa documento: 24-Feb-2014
Aparece na(s) coleção(ções):CUC - FAMEVZ - PPGVET - Dissertações de mestrado

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
DISS_2014_Yara Silva Meireles.pdf1.99 MBAdobe PDFVer/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.