Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://ri.ufmt.br/handle/1/541
Tipo documento: Dissertação
Título: Comunidade de fungos endofíticos coabitando raízes de espécies vegetais em área úmida e sua atividade antimicrobiana
Autor(es): Biz, Andressa Ricci
Orientador(a): Mendonça, Elisabeth Aparecida Furtado de
Coorientador: Soares, Marcos Antonio
Membro da Banca: Mendonça, Elisabeth Aparecida Furtado de
Membro da Banca: Soares, Marcos Antonio
Membro da Banca: Almeida, Euziclei Gonzaga de
Membro da Banca: Brasil, Marivaine da Silva
Resumo : Neste estudo investigamos a similaridade entre comunidades de fungos endofíticos nas raízes de Paspalum wrightii e nas coabitantes Cyperus esculentus e Vockysia divergens coletadas no Pantanal norte do Brasil, além da atividade antimicrobiana das linhagens. Para tal, foi realizada a coleta das três espécies vegetais, e posteriormente foi realizado isolamento de fungos endofíticos presentes em suas raízes. Placas de Petri contendo meio mineral e plântulas assépticas de V. divergens foram utilizadas para a deposição de fragmentos de um cm de raízes após a desinfestação superficial. Durante 15 dias foi feito o isolamento dos fungos presentes, através da transferência para uma nova placa contendo meio de cultura batata dextrose ágar. A identificação foi realizada através de técnicas macro e micromorfológicas, além da confirmação com a extração de DNA e PCR. Seguiu-se então com o teste de endofitismo, que consistia em reinocular os fungos nas plântulas assépticas de V. divergens seguido de observação de estruturas típicas de DSE (hifa marrom septada e microesclerócio). A atividade antimicrobiana foi avaliada através da inoculação dos fungos nas placas de Petri contendo inicialmente as bactérias Staphylococcus aureus e Escherichia coli e posteriormente com patógenos resistentes. Ainda utilizando-se raízes coletadas, essas foram diafanizadas e posteriormente foi realizado a contagem de estruturas típicas de fungos dark septate e micorrízico arbuscular. O solo da área da coleta também foi coletado, com intuito de realizar a contagem de esporos do mesmo, em placas de petri quadriculadas. Foi possível isolar 391 fungos das três espécies vegetais, sendo separados em 203 morfotipos diferentes e obtendo-se um total de 14 confirmados como sendo DSE. A identificação molecular confirmou a existência de 81 espécies diferentes, sendo separadas entre os filos Ascomycota (97,8%, das ordens Capnodiales, Chaetosphaeriales, Diaporthales, Eurotiales, Glomerellales, Helotiales, Hypocreales, Magnaporthales, Mycroascales, Pleosporales e Sordariales), Basidiomycota (1,1%, das ordens Agaricales e Tremellales) e Zygomycota (0,8% da ordem Mucorales), sendo Eurotiales a ordem mais abundante com 34,2%. Nove espécies eram compartilhadas entre C. esculentus e V. divergens.deste total 67,7% estavam conectando as raízes das plantas. A atividade inibitória contra patógenos resistentes a antibióticos foi observada em 19 morfotipos, demonstrando o grande potencial dos fungos endofíticos. A contagem de estruturas típicas de DSE e FMA mostrou que todas as espécies eram colonizadas por tais fungos. A contagem de esporos do solo mostrou uma quantidade superior ao encontrado na literatura, demonstrando a grande densidade de fungos tanto no solo como nas raízes de espécies presentes no Pantanal. Sugere-se um estudo mais aprofundado das variáveis e da diversidade para posterior entendimento da dinâmica de tais fungos presentes no Pantanal de Poconé/MT.
Resumo em lingua estrangeira: We investigated the similarity between communities of endophytic fungi in the roots of Paspalum wrightii and cohabiting in Cyperus esculentus and Vockysia divergens collected in northern Pantanal of Brazil, and the antimicrobial activity of the strains. To this end, the collection of the three plant species was performed, and was subsequently performed isolation of endophytic fungi present in their roots. Petri plates containing mineral and V. divergens aseptic seedlings were used for fragments of a deposition cm root after surface disinfection. For 15 days was done the isolation of fungi present, by transfer to a new plate containing culture medium potato dextrose agar. The identification was performed by macro and micromorphological techniques, besides confirming with the DNA extraction and PCR. Then followed with the endofitismo test, which consisted of re-inoculate the fungus aseptic seedlings of V. divergens followed by observation of typical structures of DSEs (brown septate hyphae and microesclerócio). The antimicrobial activity was evaluated by inoculation of the fungus in petri dishes containing initially Staphylococcus aureus and Escherichia coli bacteria and subsequently with resistant pathogens. Still using roots collected, these were cleared and subsequently counting structures typical of dark septate fungi and arbuscular mycorrhizal was performed. The soil in the area of collection was also collected in order to perform the spore count the same in the checkered petri plates. 391 It was possible to isolate fungi from the three plant species are separated into different morphotypes and 203 yielding a total of 14 confirmed as DSE. The molecular identification confirmed the existence of 81 different species, separated between the phyla Ascomycota (97.8% of orders Capnodiales, Chaetosphaeriales, Diaporthales, Eurotiales, Glomerellales, Helotiales, Hypocreales, Magnaporthales, Mycroascales, Pleosporales and Sordariales), Basidiomycota (1.1% of the orders Agaricales and Tremellales) and Zygomycota (Mucorales 0.8%) being the most abundant Eurotiales order with 34.2%. Nine species were shared between C. esculentus and V. divergens. deste overall 67.7% were connecting the plant roots. The inhibitory activity against antibiotic-resistant pathogens was observed in 19 morphotypes, demonstrating the great potential of endophytic fungi. The count of typical structures AMF and DSE showed that all species were colonized by these fungi. The spore count of the soil showed a higher amount to that found in the literature, demonstrating the high density of fungi in the soil as the roots of species in the Pantanal. Further study of the variables and diversity for further understanding of the dynamics of such fungi present in the Pantanal of Poconé/MT is suggested.
Palavra-chave: Cyperus esculentus
Vockysia divergens
Paspalum wrightii
Palavra-chave em lingua estrangeira: Cyperus esculentus
Vockysia divergens
Paspalum wrightii
CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal de Mato Grosso
Sigla da instituição: UFMT CUC - Cuiabá
Departamento: Faculdade de Agronomia, Medicina Veterinária e Zootecnia (FAMEVZ)
Programa: Programa de Pós-Graduação em Agricultura Tropical
Referência: BIZ, Andressa Ricci. Comunidade de fungos endofíticos coabitando raízes de espécies vegetais em área úmida e sua atividade antimicrobiana. 2014. 79 f. Dissertação (Mestrado em Agricultura Tropical) - Universidade Federal de Mato Grosso, Faculdade de Agronomia, Medicina Veterinária e Zootecnia, Cuiabá, 2014.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://ri.ufmt.br/handle/1/541
Data defesa documento: 28-Mar-2014
Aparece na(s) coleção(ções):CUC - FAMEVZ - PPGAT - Dissertações de mestrado

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
DISS_2014_Andressa Ricci Biz.pdf1.56 MBAdobe PDFVer/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.