Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://ri.ufmt.br/handle/1/588
Tipo documento: Dissertação
Título: Evolução paleoambiental em salinas da Nhecolândia no holoceno superior, Pantanal sul-matogrossense
Autor(es): Becker, Bárbara Fernandes
Orientador(a): Caminha, Silane Aparecida Ferreira da Silva
Membro da Banca: Caminha, Silane Aparecida Ferreira da Silva
Membro da Banca: Cunha, Catia Nunes da
Membro da Banca: Costa, Ana Cláudia Dantas da
Resumo : A região de Nhecolândia possui uma paisagem distinta quando comparadas às outras regiões do Pantanal, pois comporta áreas de lagoas limitadas por cordilheiras, faixas de areia, e que podem estar interligadas por vazantes. Algumas dessas lagoas possuem índices de salinidade podendo chegar até hipersalino. Acredita-se que a origem desses lagos tenha sido nos últimos cinco mil anos. Aqui, apresentam-se análises palinológicas e de geoquímica orgânica de sedimentos coletadas em duas lagoas salinas na região de Nhecolândia, MS. Os dados indicam que há 3.410 +/- 30 anos AP a vegetação em volta da lagoa foi composta por Bromeliaceae, Asteraceae, Arecaceae, Amaranthaceae e Nymphaceae. Registros de Cabomba sp. há 2.300 anos AP mostram que os índices de salinidade ainda permitiam a existência de macrófitas aquáticas dentro da lagoa. A partir de cerca de 1.200 anos AP, aumento na quantidade de COT associados a grãos que indicam florestas sazonalmente inundáveis sugerem o estabelecimento de vegetação semelhante à atual.
Resumo em lingua estrangeira: The region of Nhecolândia has a distinct landscape when compared to other Pantanal regions since it bears areas with ponds limited by Cordilheira forest, sand stripes and that may be connected by ebb tides. Some of these pounds have salinity indexes that may reach the hyper-salinity. It is believed that the origin of these lakes was in the last 5 thousand years. Here, it is presented palinological and organic geochemistry analysis of sediments collected at two saline pounds at the region of Nhecolância, MS. The obtained data indicate that at 3.410 years BP the vegetation surrounding the pound was composed by Bromeliaceae, Asteraceae, Arecaceae, Amarantaceae and Nymphaceae. Registers of Cabomba sp. at 2.300 years BP show that the salinity indexes still allow the existence of macrophytes inside the pound. Beyond 1.200 years BP, the increasing in the quantity of COT associated to grains that indicate seasonal floodable forests, suggest the establishing of vegetation similar to the current one.
Palavra-chave: Palinologia
Paleoecologia
Quaternário
Paleoambientes
Wetland
Palavra-chave em lingua estrangeira: Palinology
Paleoecology
Quaternary
Paleoenvinroment
Wetland
CNPq: CNPQ::CIENCIAS EXATAS E DA TERRA::GEOCIENCIAS
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal de Mato Grosso
Sigla da instituição: UFMT CUC - Cuiabá
Departamento: Instituto de Ciências Exatas e da Terra (ICET)
Programa: Programa de Pós-Graduação em Geociências
Referência: BECKER, Bárbara Fernandes. Evolução paleoambiental em salinas da Nhecolândia no holoceno superior, Pantanal sul-matogrossense. 2014. xiv, 93 f. Dissertação (Mestrado em Geociências) - Universidade Federal de Mato Grosso, Instituto de Ciências Exatas e da Terra, Cuiabá, 2014.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://ri.ufmt.br/handle/1/588
Data defesa documento: 25-Mar-2014
Aparece na(s) coleção(ções):CUC - ICET - PPGEC - Dissertações de mestrado

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
DISS_2014_Bárbara Fernandes Becker.pdf2.98 MBAdobe PDFVer/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.