Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://ri.ufmt.br/handle/1/738
Tipo documento: Dissertação
Título: Avaliação dos efeitos da administração oral do firocoxib sobre a quebra da barreira hematoaquosa induzida por paracentese em gatos saudáveis e com sorologia positiva para toxoplasmose
Autor(es): Schroder, Deise Cristine
Orientador(a): Ribeiro, Alexandre Pinto
Coorientador: Souza, Roberto Lopes de
Membro da Banca: Ribeiro, Alexandre Pinto
Membro da Banca: Aguiar, Daniel Moura de
Membro da Banca: Galera, Paula Diniz
Resumo : Objetivou-se avaliar a eficácia do firocoxib em impedir a quebra da barreira hematoaquosa em gatos saudáveis e naqueles com sorologia positiva para toxoplasmose. Avaliaram-se trinta e dois gatos divididos em quatro grupos (n=8). Os grupos saudável controle (SC) e toxoplasmose controle (TC) foram compostos respectivamente por gatos saudáveis e com sorologia positiva para toxoplasmose, enquanto os grupos saudável firocoxib (SF) e toxoplasmose firocoxib (TF) foram compostos respectivamente por gatos saudáveis e com sorologia positiva para toxoplasmose que receberam tratamento prévio com firocoxib (5 mg/kg), por via oral, 24 e uma hora antes da indução da uveíte experimental, através da paracentese da câmara anterior. Após indução anestésica colheu-se 0,2 mL de humor aquoso basal. Decorrido uma hora, realizou-se nova paracentese para colheita de 0,2 mL de humor aquoso inflamado. As amostras de humor aquoso foram acondicionadas a -80°C para posterior mensuração dos níveis de prostaglandina E2 (PGE2) e proteínas totais. No humor aquoso dos grupos TC e TF, realizou-se ainda, titulação para anticorpos IgG anti-Toxoplasma gondii. Mediante análise das amostras, observou-se aumento significativo dos níveis de PGE2 e proteína total do humor aquoso basal para o inflamado (p<0,05). No humor aquoso basal, os níveis de PGE2 no grupo TC, assim como os níveis de proteína total nos grupos SF e TF foram significativamente superiores aos demais (p<0,05). Os grupos TC e TF não apresentaram títulos IgG anti-Toxoplasma gondii no humor aquoso basal. No humor aquoso inflamado, os níveis de PGE2 e proteína total, bem como os títulos IgG anti-Toxoplasma gondii, não diferiram significativamente entre os grupos (p>0,05). Admite-se que gatos com títulos de anticorpos IgG anti-Toxoplasma gondii possuem níveis de PGE2 no humor aquoso basal superiores aos apresentados por indivíduos saudáveis. Entretanto, a concentração de PGE2 no humor aquoso destes indivíduos não é suficiente para ensejar a quebra da barreira hematoaquosa e causar uveíte anterior. O firocoxib não é capaz de evitar a quebra da barreira hematoaquosa em gatos saudáveis e naqueles soropositivos para toxoplasmose.
Resumo em lingua estrangeira: The objective was to evaluate the efficacy of firocoxib in preventing the blood-aqueous barrier breakdown in healthy cats and those with positive serology for toxoplasmosis. Thirty-two cats divided into four groups (n=8/each). The healthy control (HC) and toxoplasmosis control (TC) groups, were composed respectively of healthy cats and cats with positive serology for toxoplasmosis, while healthy firocoxib (HF) and toxoplasmosis firocoxib (TF) groups, were composed respectively of healthy cats and cats with positive serology for toxoplasmosis who had received previous treatment with orally firocoxib (5 mg/kg), twenty-four and one hour before the experimental induction of uveitis. Under anesthesia 0.2 mL of baseline aqueous humor was collected via aqueocentesis. One hour later, the same procedure was repeated and inflamed aqueous samples were collected. Aqueous samples were conditioned at -80°C for subsequent measurement of the levels of prostaglandin E2 (PGE2) and total proteins. In the aqueous samples of TC and TF groups, anti-Toxoplasma gondii IgG specific antibodies were titrated. PGE2 and total protein levels increased significantly in inflamed aqueous humor in comparison to baseline aqueous samples (p<0.05). At baseline aqueous humor, levels of PGE2 in TC group and total protein in HF and TF groups were increased significantly, in comparison with the other groups (p<0.05). Anti-Toxoplasma gondii IgG specific antibodies were found only in inflamed aqueous humor, and aqueous titers did not change significantly between TC and TF (p=0.1051). Although we have observed that aqueous humor PGE2 levels were significantly higher in seropositive cats in baseline aqueous humor, such increase was not able to break the blood-aqueous barrier and cause anterior uveitis. Firocoxib did not prevent intraocular inflammation after aqueocentesis, in healthy and toxoplasmosis-seropositive cats.
Palavra-chave: Humor aquoso
Prostaglandina E2
Toxoplasma gondii
Uveíte
Palavra-chave em lingua estrangeira: Aqueous humor
Prostaglandin E2
Toxoplasma gondii
Uveitis
CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::MEDICINA VETERINARIA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal de Mato Grosso
Sigla da instituição: UFMT CUC - Cuiabá
Departamento: Faculdade de Agronomia, Medicina Veterinária e Zootecnia (FAMEVZ)
Programa: Programa de Pós-Graduação em Ciências Veterinárias
Referência: SCHRODER, Deise Cristine. Avaliação dos efeitos da administração oral do firocoxib sobre a quebra da barreira hematoaquosa induzida por paracentese em gatos saudáveis e com sorologia positiva para toxoplasmose. 2015. 90 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Veterinárias) - Universidade Federal de Mato Grosso, Faculdade de Agronomia, Medicina Veterinária e Zootecnia, Cuiabá, 2015.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://ri.ufmt.br/handle/1/738
Data defesa documento: 13-Mar-2015
Aparece na(s) coleção(ções):CUC - FAMEVZ - PPGVET - Dissertações de mestrado

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
DISS_2015_Deise Cristine Schroder.pdf1.24 MBAdobe PDFVer/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.