Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://ri.ufmt.br/handle/1/776
Tipo documento: Dissertação
Título: Análise do controle de qualidade do diagnóstico da malária realizados por microscopistas do estado de Mato Grosso, Brasil, entre 2009 e 2011
Autor(es): Senigalia, Ligia Maria
Orientador(a): Santos, Marina Atanaka dos
Membro da Banca: Santos, Marina Atanaka dos
Membro da Banca: Espinosa, Mariano Martínez
Membro da Banca: Moi, Gisele Pedroso
Resumo : A malária é endêmica em 109 países do mundo, sendo que no Brasil o estado de Mato Grosso corresponde a 0,67% do total de casos da região Amazônica. Para identificar os parasitos realiza-se o exame da gota espessa em que é realizado um controle de qualidade, sendo que as lâminas examinadas em nível primário são reexaminadas pelos supervisores em nível intermediário (Escritórios Regionais de Saúde), e novamente em nível central pela unidade de referência estadual (Lacen/MT Laboratório). Objetivo: Analisar o controle de qualidade, segundo as discordâncias, para o diagnóstico da malária realizados por microscopistas do estado de Mato Grosso, Brasil, entre 2009 e 2011. Material e método: Estudo descritivo de corte transversal que utilizou dados secundários a partir de relatórios sobre diagnóstico laboratorial da malária no Estado de Mato Grosso no período de 2009 a 2011, e sobre aspectos de recursos humanos e estrutura e organização dos laboratórios de base e de revisão dos Escritórios Regionais de Saúde (ERS) que realizam o diagnóstico laboratorial da malária no Estado de Mato Grosso no período de 2009 a 2011. Resultados: No período estudado os microscopistas revisores dos ERS avaliaram 38,72% do total de lâminas produzidas pelos laboratórios de base, encontrando um percentual de divergências de 1,92%. Os microscopistas revisores do Lacen/MT Laboratório avaliaram 82,53% das lâminas revisadas pelos microscopistas dos ERS, encontrando um percentual de divergências de 1,62%. Foram 36,82% as divergências dos laboratórios de base relacionadas à espécie parasitária ou gametócitos presentes, 32,34% falso positivas e 30,85% falso negativas. Nos laboratórios de revisão dos ERS, 55,38% das divergências foram relacionadas à espécie parasitária ou gametócitos presentes, 19,23% falso positivas e 25,38% falso negativas. Em relação à formação dos microscopistas de base, as discordâncias foram proporcionalmente recorrentes nos de nível superior. À formação dos microscopistas revisores dos ERS, as discordâncias tiveram maior proporção nos de nível médio. A estrutura física e organização interna e higiene dos laboratórios de base e de revisão, foram consideradas de regular para bom. 2 Conclusão: As discordâncias em relação à formação dos microscopistas de base foram mais recorrentes nos de nível superior, aos revisores dos ERS as discordantes tiveram maior proporção nos de nível médio. Às características de estrutura física, organização do serviço e manutenção dos equipamentos dos laboratórios de base e de revisão foram consideradas de regular para bom. Os números encontrados no presente estudo podem ser representativos da situação da qualidade da microscopia da malária no estado de Mato Grosso, oportunizando às Secretarias de Saúde do estado e dos municípios a buscar melhorias na qualidade do serviço.
Resumo em lingua estrangeira: There is a malaria endemic in 109 countries around the world, and in Brazil the state of Mato Grosso corresponds to 0.67% of the total cases in the Amazon region. In order to identify the parasites, the examination of thick blood smear is done and it passes through quality control. First, they are examined at primary level laboratories, then they are reviewed by supervisors at intermediate level called Regional Health Services (RHS), and then they are reviewed again in central level at the reference state (Lacen/MT Laboratorio). Objective: To analyze the quality control, according to the disagreements, for the diagnosis of malaria microscopists performed in the state of Mato Grosso, Brazil, between 2009 and 2011. Methods: A descriptive cross-sectional study that used secondary data from reports of the laboratory diagnosis of malaria in the state of Mato Grosso between 2009-2011, and about aspects of human resources and structure and organization of review laboratories of Regional Health Services (RHS) that performs laboratory diagnosis of malaria in the state of Mato Grosso in the period 2009-2011. Results: In this period the regional microscopists of the RHS revised 38.72% of smears produced at primary level, finding a percentage of 1.92% of difference. The laboratory central supervisor from Lacen/MT Laboratory revised 82.53% of the slides reviewed by regional microscopists of RHS, finding a percentage difference of 1.62%. Differences of the laboratories base were related 36.82% to parasite species present or gametocytes, 32.34% to false positive and 30,85% to false negative. In the revision laboratories of RHS 55.38% of blood smears reviewed differences were related to the parasite species present or gametocytes, 19.23% were false positive and 25.38% were false negative. About the education, the regional microscopists of the RHS had highest proportion of disagreements in those who had high school. About the physical structure, internal organization and basic hygiene for primary level and to review laboratories, were considered from regular to good. Conclusion: Disagreements related to primary level microscopists were more often in those who had college degree, to regional microscopists of RHS the disagreements were greater in those who had lower education. The characteristics of the physical 4 structure, service organization and maintenance of laboratory equipment to the primary level laboratories were considered from regular to good. This study may be representative of the situation of malaria quality microscopy in the state of Mato Grosso, giving the opportunity to the Health Departments of the state and to the cities to look for improvements in this quality service.
Palavra-chave: Malária
Microscopia
Controle de qualidade
Palavra-chave em lingua estrangeira: Malaria
Microscopy
Quality control
CNPq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::SAUDE COLETIVA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal de Mato Grosso
Sigla da instituição: UFMT CUC - Cuiabá
Departamento: Instituto de Saúde Coletiva (ISC)
Programa: Programa de Pós-Graduação em Saúde Coletiva
Referência: SENIGALIA, Ligia Maria. Análise do controle de qualidade do diagnóstico da malária realizados por microscopistas do estado de Mato Grosso, Brasil, entre 2009 e 2011. 2013.153 f. Dissertação (Mestrado em Saúde Coletiva) - Universidade Federal de Mato Grosso, Instituto de Saúde Coletiva, Cuiabá, 2013.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://ri.ufmt.br/handle/1/776
Data defesa documento: 6-Sep-2013
Aparece na(s) coleção(ções):CUC - ISC - PPGSC - Dissertações de mestrado

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
DISS_2013_ Ligia Maria Senigalia.pdf3.97 MBAdobe PDFVer/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.