Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://ri.ufmt.br/handle/1/785
Tipo documento: Dissertação
Título: A ação da CODEMATO na colonização oficial de Mato Grosso: revisitando o Projeto Juina (1978 – 1997)
Outros títulos: A ação da CODEMAT na colonização oficial de Mato Grosso: revisitando o Projeto Juina (1978 – 1997)
Autor(es): Santi, Rejane Pereira
Orientador(a): Joanoni Neto, Vitale
Membro da Banca: Cruz, Marcus Silva da
Membro da Banca: Carvalho, Carlos Eduardo Souza de
Membro da Banca: Souza, Edison Antônio de
Membro da Banca: Marta, José Manuel Carvalho
Resumo : A CODEMAT – Companhia de Desenvolvimento do Estado de Mato Grosso S/A, criada pelo governo do Estado de Mato Grosso em 1968 para promover o desenvolvimento econômico se colocou no cenário político mato-grossense como colonizadora oficial do Estado a partir do final dos anos 1970. Na época o país vivia sob a égide do regime de um Estado autoritário da Ditadura Militar. O “desenvolvimento econômico” foi entendido pelo Estado e suas autarquias, e mais ainda pela CODEMAT como competência para alienar e comercializar as terras devolutas pertencentes ao Estado de MT nos limites da fronteira amazônica mato-grossense, o que incluía o Noroeste de MT. Estas terras passaram em sua maioria à tutela da União e do Conselho de Segurança Nacional. Foi dessa forma que se implantou em MT, seguindo a idealização de segurança e integração nacional; os pólos de desenvolvimento como o POLOAMAZONIA, POLOCENTRO, POLONOROESTE que serviam ao incentivo fiscal para o desenvolvimento dos projetos voltados não para o assentamento do trabalhador do campo ou mesmo do pequeno proprietário; mas antes, ao interesse das empresas agropecuárias e à exploração de recursos minerais. As ações fundiárias que competiam à União foram desenvolvidas pelo INCRA e aquelas de responsabilidade do governo estadual, entregues à CODEMAT para o desenvolvimento do Projeto Juina. Para que fosse endossado pelo Estado e contasse com os recursos/subsídios advindos dos programas federais voltados para a colonização na Amazônia, a CODEMAT elaborou e apresentou ao governo do estado de MT o Projeto Estadual de Colonização Juina - Volume I. Sendo as ações da CODEMAT nosso objeto de investigação, esta se faz a partir da problematização do Programa Estadual de Colonização; aqui entendida como o ato de “historicizar sobre”. Isto é, trata-se do trabalho de transformar o problema em análise historiográfica partindo da investigação das ações da CODEMAT enquanto colonizadora e até que ponto esse documento cumpriu suas propostas originais de assentamento ou não passou de uma propaganda em si das ações da CODEMAT sobre o projeto de colonização que se realmente pretendia, o Projeto Juina.
Resumo em lingua estrangeira: The CODEMAT – Mato Grosso State Development Company S/A, created by the Mato Grosso state government in 1968 to promote economic development, is placed in Mato Grosso political scene as the official colonial state company in the late 1970s. At the time the country was under the aegis of an authoritarian state regime: a military dictatorship. Then, the "economic development" was understood by the State and its municipalities, and even more so by CODEMAT, as the power to sell and market the vacant lands owned by the MT state, within the limits of Mato Grosso Amazon frontier, which included the Northwest of Mato Grosso. These lands have gone mostly to the protection of the Union and the National Security Council. That's how it was implemented in MT, following the regime’s idealization of security and national integration; development poles such as POLOAMAZONIA, POLOCENTRO, POLONOROESTE served as tax incentives not for the development of projects related to the rural workers’ settlement, let alone to the small land owners; but rather to the interests of big agricultural enterprises and exploitation of mineral resources. The agrarian actions due to the Union were developed by INCRA, and those of the MT state government's responsibility, delivered to CODEMAT for the development of Juina Project. In order to be endorsed by the State and count on the resources/subsidies arising from federal programs for colonization in the Amazon, CODEMAT prepared and presented to the MT state government the Juina State Colonization Project Volume I. As the actions of CODEMAT are our object of research, it is done by questioning the State Program of Colonization; here understood as the act of "historicizing on". That means, it is the job of turning the matter into historiographical analysis, starting from the investigation of CODEMAT actions as a colonizing institution, and how much of the State Program of Colonization original purposes were fulfilled, or if the Program was merely a propaganda of CODEMAT actions for the actual colonization project intended, the Juina Project.
Palavra-chave: CODEMAT
Projeto Juina
Colonização
Estado
Documento
Palavra-chave em lingua estrangeira: CODEMAT
Juina project
Colonization
State
Document
CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::HISTORIA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal de Mato Grosso
Sigla da instituição: UFMT CUC - Cuiabá
Departamento: Instituto de Ciências Humanas e Sociais (ICHS)
Programa: Programa de Pós-Graduação em História
Referência: SANTI, Rejane Pereira. A ação da CODEMATO na colonização oficial de Mato Grosso: revisitando o Projeto Juina (1978 – 1997). 2015. [148] f. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade Federal de Mato Grosso, Instituto de Ciências Humanas e Sociais, Cuiabá, 2015.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://ri.ufmt.br/handle/1/785
Data defesa documento: 30-Nov-2015
Aparece na(s) coleção(ções):CUC - ICHS - PPGHis - Dissertações de mestrado

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
DISS_2015_Rejane Pereira Santi.pdf14.28 MBAdobe PDFVer/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.