Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://ri.ufmt.br/handle/1/828
Tipo documento: Dissertação
Título: Avaliação do desenvolvimento da linguagem de crianças de 2 a 3 anos nascidas prematuras e com baixo peso em Cuiabá-MT : um estudo transversal
Autor(es): Caldas, Claudia de Souza Ozores
Orientador(a): Takano, Olga Akiko
Coorientador: Mello, Paulo Roberto Bezerra de
Membro da Banca: Takano, Olga Akiko
Membro da Banca: Scatena, João Henrique Gurtler
Membro da Banca: Leone, Cléa Rodrigues
Resumo : As alterações no desenvolvimento da linguagem devem ser diagnosticadas precocemente a fim de evitar prejuízos nos aspectos sociais e escolares. Objetivo - Analisar o desenvolvimento da linguagem em crianças na idade cronológica de dois a três anos de idade, nascidas prematuras e com baixo peso no município de Cuiabá, Mato Grosso. Métodos – Foi realizado um estudo de corte transversal, os dados foram coletados dos prontuários e por entrevista com os pais. As crianças foram avaliadas utilizando o teste de Denver II (Denver Developmental Screening Test) e a ELM (Early Language Milestone Scale). Para verificar a associação entre as variáveis independentes e desempenho nos testes (variável dependente) foi utilizado o teste de qui-quadrado (p<0,05). Todas variáveis com p<0,20 entraram no modelo de regressão logística binária, sendo consideradas significantes aquelas que permaneceram no modelo final com p<0,05. Foi utilizado o teste Kappa para comparar o desempenho da linguagem entre os dois testes. As análises foram realizadas com o pacote estatístico SPSS, versão 17,0. Resultados – Na amostra estudada houve predomínio do sexo masculino, da raça/cor parda e preta, nascidos de parto cesárea, sem asfixia perinatal, quase a metade vivendo em famílias com renda abaixo da linha brasileira de pobreza. Das 77 crianças avaliadas, 36,4% apresentaram desempenho global alterado no teste de Denver II. Na ELM, 32,5% apresentaram desempenho alterado, com maior comprometimento na função auditiva expressiva. As variáveis que apresentaram associação em ambos os testes foram: peso ao nascer inferior a 1.500 gramas, parto cesárea, suspeita dos pais de alteração no desenvolvimento e infecção neonatal. A idade gestacional inferior a 34 semanas apresentou associação apenas no teste de Denver II. Hemorragia intracraniana e icterícia neonatal mostraram associação apenas na ELM. Houve concordância de 88,6% no desempenho do setor de linguagem do teste de Denver II com a ELM. Após a análise de regressão logística a variável suspeita dos pais de alterações no desenvolvimento mostrou associação com o desempenho alterado em ambos os testes. As variáveis que permaneceram associadas somente com o desempenho alterado no teste de Denver II foram: peso ao nascer inferior a 1.500 gramas e parto cesárea. As variáveis que permaneceram associadas somente com o desempenho alterado na ELM foram: hemorragia intracraniana e renda familiar mensal per capita menor ou igual a meio salário mínimo. Conclusão - Ambos os instrumentos de avaliação foram capazes de identificar se existe algum problema de desenvolvimento da linguagem nas crianças avaliadas. A ELM permitiu identificar que houve maior comprometimento na função auditiva expressiva. Ambos os instrumentos de avaliação foram capazes de identificar se existe algum problema de desenvolvimento da linguagem nas crianças avaliadas mas a ELM ajudou identificar qual função estava comprometida e planejar a intervenção fonoaudiológica adequada.
Resumo em lingua estrangeira: The alterations of language development should be diagnosed early to prevent future social and school impairments. Objective - To examine the language development at chronological age of 2 to 3 years, of the children born preterm and with low birth weight, in Cuiabá, Mato Grosso. Methods - A crosssectional study was done and the data were collected from medical records and interviews with parents. The children were assessed using the Test Denver II (Denver Developmental Screening Test) and ELM (Early Language Milestone Scale). To verify the association between independent variables and performance tests (dependent variable) was used chi-square test (p <0.05). All variables with p<0.20 entered in the model of binary logistic regression, the variables in the final model with p<0.05 were considered significant. Kappa test was used to compare the language performance between the two tests. Analyses were performed with SPSS, version 17.0 and Microsoft Excel, version 2010. Results – The sample was predominantly male sex, race/color mixed and black, born of cesarean delivery, without perinatal asphyxia, almost half living in households with incomes below the Brazilian poverty line. Out of the 77 children appraised, 36.4% had abnormal global performance in the Denver II test, and in the ELM, 32.5% had a poor performance, with greater impairment in expressive auditory function. The variables that showed association in both tests were: birth weight under 1,500 grams, cesarean delivery, parents´ suspicion of the language development delay and neonatal infection. Gestational age less than 34 weeks presented association only in the Denver II test. Intracranial hemorrhage and neonatal jaundice showed association only in the ELM. It was found a concordance of 88.6% in the language performance of the two tests applied. After logistic regression analysis the variable of parents´ suspicion of the language development delay was associated with a poor performance in both tests. The variables that remained associated only with altered performance on Denver II test were: birth weight below 1,500 grams and cesarean delivery. The variables that remained associated only with altered performance in ELM were: intracranial hemorrhage and per capita monthly family income less than or equal to half the minimum salary. Conclusion – Both assessment tools were able to identify whether there is a problem of language development in children evaluated but the ELM helped identify which function was impaired to plan the proper phonoaudiologic intervention.
Palavra-chave: Prematuro
Baixo peso ao nascer
Desenvolvimento da linguagem
Palavra-chave em lingua estrangeira: Infant
premature
low birth weight
language development
CNPq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::SAUDE COLETIVA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal de Mato Grosso
Sigla da instituição: UFMT CUC - Cuiabá
Departamento: Instituto de Saúde Coletiva (ISC)
Programa: Programa de Pós-Graduação em Saúde Coletiva
Referência: CALDAS, Claudia de Souza Ozores. Avaliação do desenvolvimento da linguagem de crianças de 2 a 3 anos nascidas prematuras e com baixo peso em Cuiabá-MT: um estudo transversal. 2012. 91 f. Dissertação (Mestrado em Saúde Coletiva) - Universidade Federal de Mato Grosso, Instituto de Saúde Coletiva, Cuiabá, 2012.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://ri.ufmt.br/handle/1/828
Data defesa documento: 18-May-2012
Aparece na(s) coleção(ções):CUC - ISC - PPGSC - Dissertações de mestrado

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
DISS_2012_Claudia de Souza Ozores Caldas.pdf990.13 kBAdobe PDFVer/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.