Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://ri.ufmt.br/handle/1/955
Tipo documento: Dissertação
Título: Bebês, por entre vivências, afordâncias e territorialidades infantis : de como o berçário se transforma em lugar
Autor(es): Alves, Iury Lara
Orientador(a): Andrade, Daniela Barros da Silva Freire
Membro da Banca: Andrade, Daniela Barros da Silva Freire
Membro da Banca: Monteiro, Filomena Maria de Arruda
Membro da Banca: Lopes, Jader Janer Moreira
Resumo : Este estudo objetivou investigar as marcações sócioespaciais de um berçário e sua influência no comportamento de bebês, da Creche Municipal de Cuiabá Santa Inês-Poção. O aporte teórico orientou-se pela perspectiva histórico-cultural de Vigotski (1989, 2007, 2008, 2009) e seus colaboradores brasileiros, Molon (2003), Pino (2005) Prestes (2010) e os estudos multidisciplinares sobre o espaço Tuan (1980, 1983), Lopes (2005, 2009), Jodelet (2002), em articulação com as proposições de Gibson (1986) acerca da noção de affordances e o conceito de perejivanie, consideração vigotskiana, retomada por Prestes (2010). Esta perspectiva teórica, aliada a Educação, indica – o que necessita um bebê em seu primeiro ano de vida – tais discussões ancoram-se neste trabalho, ainda, sobretudo inspirados nos estudos Rossetti- Ferreira et al (2003), Ferreira (2002, 2004), Campos-de-Carvalho (2004), Guimarães (2011), Ramos (2010), entre outros. Tem como objetivo compreender o processo de apropriação do espaço pelos bebês em seu exercício singular e coletivo de ser e estar no mundo, bem como a caráter relacional produzido por esses sujeitos com seus pares crianças e adultos no contexto investigado. Trata-se de uma pesquisa de natureza qualitativa, do tipo etnográfico Geertz (1989), com cunho interpretativo. Participaram do estudo 30 bebês devidamente autorizados pelos pais ou responsáveis e seis berçaristas que acompanhavam o grupo de bebês. Os dados foram coletados mediante a observação participante, registros fotográficos e registros fílmicos, em horários destinados a atividade livre dos bebês, tais ferramentas metodológicas tiveram como finalidade capturar as minucias do comportamento infantil em um ambiente de educação coletiva. Os resultados indicam que o ambiente do berçário pode ser compreendido, como um contexto de construções sociais e espaciais, em que a criança pequena, por meio de sua vivência estabelece relação com o espaço e com seus pares, na atividade de significar o mundo que lhe é apresentado. Salienta-se que os eventos interativos apresentados pelos bebês, revelam que as oportunidades percebidas, as explorações dos artefatos culturais disponíveis no ambiente de educação coletiva funcionam como recursos importantes, que a criança pequena emprega para se comunicar, agir e significar o mundo a sua volta.
Resumo em lingua estrangeira: The present study took place at the City Nursery ‘Santa Inês-Poção’, in the city of Cuiabá – Mato Grosso state. It aimed to investigate the socio-spatial markings of said nursery and its influence on the behavior of babies there. The theoretical contribution was guided by the cultural historical perspective of Vygotsky (1989, 2007, 2008, 2009) and his Brazilian collaborators Molon (2003), Pino (2005) and Prestes (2010). Also, multidisciplinary studies on space by Tuan (1980, 1983), Lopes (2005, 2009) and Jodelet (2002). In conjunction with those, the propositions of Gibson (1986) about the notion of affordances and the concept of perejivanie, Vygotskian considerations, taken again by Prestes (2010). This theoretical perspective, combined with education, indicates what babies need in their first year of life. Such discussions are extensively debated in this study, which has been especially inspired by Rossetti-Ferreira et al (2003), Ferreira (2002, 2004), Campos de Carvalho (2004), Guimarães (2011), Ramos (2010), among others. Furthermore, the present work aims to understand the process of space appropriation by the babies in their singular and collective exercise of being in the world, as well as the relational features produced by the subjects between themselves and their adult or infant peers, in the context investigated. This is a qualitative research, Geertz (1989) ethnographic type, with interpretative nature. Thirty infants participated in the study, duly authorized by their parents or guardians, and also six nursery workers who accompanied the group of babies. Data was collected through participative observation, photographs and video records, during the babies’ free activities time. Said methodological tools were intended to capture the minutiae of infant behavior in an environment of collective education. The results indicate that the nursery environment can be understood as a context of social and spatial constructions, where young children, through their experiences, establish relations with space and with their peers in the activity of signifying the world to them presented. Please note that the interactive events presented by the infants revealed that the recognized opportunities, the explorations of cultural artifacts available in the environment of collective education, function as important resources that young children use to communicate, act and signify the world around them.
Palavra-chave: Bebês
Educação
Espaço
Histórico cultural
Palavra-chave em lingua estrangeira: Babies
Education
Space
Cultural historical
CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::EDUCACAO
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal de Mato Grosso
Sigla da instituição: UFMT CUC - Cuiabá
Departamento: Instituto de Educação (IE)
Programa: Programa de Pós-Graduação em Educação
Referência: ALVES, Iury Lara. Bebês, por entre vivências, afordâncias e territorialidades infantis: de como o berçário se transforma em lugar. 2013. 160 f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Federal de Mato Grosso, Instituto de Educação, Cuiabá, 2013.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://ri.ufmt.br/handle/1/955
Data defesa documento: 27-Mar-2013
Aparece na(s) coleção(ções):CUC - IE - PPGE - Dissertações de mestrado

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
DISS_2013_Iury Lara Alves.pdf6.47 MBAdobe PDFVer/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.