Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://ri.ufmt.br/handle/1/961
Tipo documento: Dissertação
Título: Currículo cultural : uma autoetnografia na Academia de Polícia Militar Costa Verde
Autor(es): Leal, Gabriel Rodrigues
Orientador(a): Passos, Luiz Augusto
Membro da Banca: Luiz, Ronilson de Souza
Membro da Banca: Rodrigues, Saulo Tarso
Membro da Banca: Castilho, Suely Dulce de
Membro da Banca: Passos, Luiz Augusto
Resumo : Este trabalho apresenta uma descrição autoetnográfica realizada na Academia de Polícia Militar Costa Verde da Polícia Militar de Mato Grosso, PMMT. Trata-se de uma autoetnografia na perspectiva fenomenológica merleau-pontyana que busca redimensionar a relação do ser com o mundo, sobretudo, à partir da própria suspenção deste próprio movimento de relação, evitando o olhar contaminado pelo senso comum ou pelos saberes e práticas tematizadas que apresentam as coisas de uma forma evidente que os olhares não se questionam do que é dado. Por isso acordado a dialética fenomenológica fazemos surgir as coisas que nos passam despercebidas, um exercício de despertamento para essas coisas será possível se nos abstivermos delas por um instante, se as suspendermos, fazendo uma redução que recompõe o mundo vivido. Esse olhar é lançado as experiências vividas nos três anos de formação no Curso de Formação de Oficiais da PMMT. O objetivo deste trabalho é fomentar redirecionamentos na cultura organizacional da Instituição investigada, evitando assim possíveis prejuízos à voga humanística e ao Estado Democrático de Direito. Também visa subsidiar uma proposta de currículo que traga para seu bojo questões como alteridade, flexibilidade, sensibilidade, dialogicidade e emancipação ao aluno oficial.
Resumo em lingua estrangeira: This paper presents a description autoetnografia held at the Academy of Military Police Military Police Costa Verde de Mato Grosso, PMMT. This is a phenomenological perspective in autoetnografia Merleau-pontyan seeking resize the relationship of the world, particularly the suspension from the very movement itself of this relationship, avoiding the gaze contaminated by common sense or the knowledge and practices that themed present things in a way that looks not clear if the question is given. So we agreed to come phenomenological dialectic things that go unnoticed in an exercise in awakening to these things will be possible if we refrain them for a moment, if we suspend, causing a reduction which rearranges the world lived. This look is released her experiences in three years of training in the Training Course for Officers PMMT. The objective is to foster redirects the organizational culture of the institution studied, thus avoiding possible damage to the fashionable humanistic and democratic state. It also aims to support a proposal for a curriculum that brings its core issues such as alterity, flexibility, sensitivity, dialog and emancipation to the student officer.
Palavra-chave: Fenomenologia
Autoetnografia
Currículo
Polícia militar
Palavra-chave em lingua estrangeira: Phenomenology
Autoetnografia
Curriculum
Military police
CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::EDUCACAO
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal de Mato Grosso
Sigla da instituição: UFMT CUC - Cuiabá
Departamento: Instituto de Educação (IE)
Programa: Programa de Pós-Graduação em Educação
Referência: LEAL, Gabriel Rodrigues. Currículo cultural: uma autoetnografia na Academia de Polícia Militar Costa Verde. 2011. 152 f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Federal de Mato Grosso, Instituto de Educação, Cuiabá, 2011.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://ri.ufmt.br/handle/1/961
Data defesa documento: 23-May-2011
Aparece na(s) coleção(ções):CUC - IE - PPGE - Dissertações de mestrado

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
DISS_2011_ Gabriel Rodrigues Leal.pdf1.14 MBAdobe PDFVer/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.