Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://ri.ufmt.br/handle/1/1127
Tipo documento: Dissertação
Título: A BR 163 na cidade de Sorriso : apartheid do corpo social urbano
Autor(es): Almeida, Terezinha Ferreira de
Orientador(a): Cox, Maria Inês Pagliarini
Membro da Banca: Cox, Maria Inês Pagliarini
Membro da Banca: Vesz, Fernando Zolin
Membro da Banca: Valezi, Sueli Correia Lemes
Resumo : Este estudo tem por objeto de investigação discursos produzidos acerca da divisão do corpo social urbano de Sorriso-MT pela BR 163 em duas regiões bem distinta: o lado de “cá” (o lado dos sulistas) e o lado de “lá” (o lado dos não-sulistas). No imaginário da população de Sorriso, essa divisão geográfica corresponde a diferenças socioeconômicas, étnicas e culturais que têm gerado interpretações sobre o lado de “lá” como lugar indesejável onde se origina boa parte dos problemas locais, principalmente aqueles relacionados à segurança dos cidadãos do lado de “cá”. Não é, pois, como referente físico que a BR 163 interessa a esta pesquisa e sim como referente discursivo. Interposta entre o “lá” e o “cá”, a rodovia funciona como uma metáfora da divisão interna do corpo social urbano de Sorriso, como um símbolo do apartheid silencioso que vige entre sulistas e não-sulistas. O estudo tem por objetivo geral captar os sentidos que recobrem, pois, a divisão geográfica da cidade pela BR 163. Para a consecução desse objetivo geral, buscar-se-á identificar e interpretar, no nível da materialidade linguística, as palavras-valise que necessariamente indiciam a relação dos enunciados atuais (a formulação) com o interdiscurso ou a memória discursiva (a constituição), no tocante à segregação e à discriminação de não-sulistas por sulistas. Pretendese, por meio dessa démarche, compreender como se (re)produzem os sentidos da divisão, hierarquização, discriminação e segregação, e não os sentidos da complementariedade e igualdade entre sulistas e não-sulistas na sociedade sorrisense. Pretende-se, ainda, delinear a formação discursiva que funciona como sítio desse sentido de divisão, bem como a formação ideológica correspondente. Os procedimentos metodológicos e teóricos mobilizados pela pesquisa inscrevem-se no campo da Análise do Discurso, desenvolvida sob o signo das ideias de Michel Pêcheux (1938-1983). A constituição do corpus discursivo se faz pela combinação de duas vias de pesquisa: a arquivista e a experimental. Mediante pesquisa de arquivo, foram selecionados quatro textos jornalísticos da mídia local e estadual nos quais se “ouvem” discursos preconceituosos, excludentes e segregadores a propósito dos outros que vivem no “lá” de Sorriso. Pela via experimental, foram realizadas cinco entrevistas para trazer à tona os sentidos que, embora ainda não estivessem textualizados, já funcionavam no imaginário e na memória discursiva da população sorrisense. A análise mostra que, enquanto os enunciados das matérias midiáticas procuram mitigar os efeitos de sentido da divisão/segregação entre sulistas e não-sulistas no corpo social urbano de Sorriso, os enunciados das entrevistas os admitem sem meias palavras.
Resumo em lingua estrangeira: This study aims at investigating discourses produced in relation to the division of the urban social body of Sorriso-MT by the BR 163 into two very distinct regions: the “here” side (the side of the Southerners) and the “there” side (the side of the nonSoutherners). In the imaginary of Sorriso population, this geographic division corresponds to the socioeconomic, ethnic and cultural differences which have generated interpretations about the “there” side as an undesirable place where much of the local problems originate, especially those related to the security of the citizens from the “here” side. Therefore, the BR 163 is of interest to this research as a discursive referent rather than a physical one. Interposed between “there” and “here”, the highway serves as a metaphor for the internal division of the urban social body of Sorriso, as a symbol of the silent apartheid which prevails between Southerners and non-Southerners. The study aims at capturing the senses that cover the geographic division of the city by the BR 163. To achieve this overall objective, it will be sought to identify and interpret, at the level of linguistic materiality, the words which necessarily show the relationship of the current enunciations (formulation) with the interdiscourse or discursive memory (the constitution), regarding the segregation and discrimination of non-Southerners by Southerners. It is intended, through this démarche, to understand how the senses of division, hierarchy, discrimination and segregation (re)produce themselves, and not the senses of complementarity and equality between Southerners and non-Southerners in the society of Sorriso. It is also intended to outline the discursive formation which works as a site of this sense of division, as well as the corresponding ideological formation. The methodological and theoretical procedures utilized by the research fall into the Discourse Analysis, based on ideas of Michel Pêcheux (1938-1983). The constitution of the discursive corpus is done through the combination of two lines of research: the archivist and the experimental. Through archival research, four journalistic texts from the local and state media were selected in which prejudiced, excluding and segregating discourses “are heard” about the others who live in the “there” side of Sorriso. Through the experimental line, five interviews were conducted to bring to light the senses that, although not textualized yet, worked already in the imaginary and in the discursive memory of the population from the city. The analysis shows that, while the enunciations of media materials seek to mitigate the effects of the senses of the division/segregation between Southerners and non-Southerners in the urban social body of Sorriso, the enunciations of the interviews admit them bluntly.
Palavra-chave: Discurso
Espaço urbano
Segregação
Palavra-chave em lingua estrangeira: Discourse
Urbanspace
Segregation
CNPq: CNPQ::LINGUISTICA, LETRAS E ARTES
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal de Mato Grosso
Sigla da instituição: UFMT CUC - Cuiabá
Departamento: Instituto de Linguagens (IL)
Programa: Programa de Pós-Graduação em Estudos de Linguagem
Referência: ALMEIDA, Terezinha Ferreira de. A BR 163 na cidade de Sorriso: apartheid do corpo social urbano. 2016. 149 f. Dissertação (Mestrado em Estudos de Linguagem) - Universidade Federal de Mato Grosso, Instituto de Linguagens, Cuiabá, 2016
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://ri.ufmt.br/handle/1/1127
Data defesa documento: 29-Feb-2016
Aparece na(s) coleção(ções):CUC - IL - PPGEL - Dissertações de mestrado

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
DISS_2016_ Terezinha Ferreira de Almeida.pdf9.89 MBAdobe PDFVer/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.