Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://ri.ufmt.br/handle/1/663
Tipo documento: Dissertação
Título: Distribuição espacial e temporal de ovos e larvas de peixes no rio Cuiabá e áreas adjacentes, Mato Grosso, Brasil
Autor(es): Figueiredo, Gabriela Maria Maimone de
Orientador(a): Mateus, Lucia Aparecida de Fatima
Coorientador: Tataje, David Augusto Reynalte
Membro da Banca: Mateus, Lucia Aparecida de Fatima
Membro da Banca: Bialetzki, Andréa
Membro da Banca: Ferreira, Katiane Mara
Resumo : Este estudo teve como objetivo avaliar a distribuição espacial e temporal das assembleias do ictioplâncton do rio Cuiabá e áreas adjacentes, no período de novembro de 2007 a fevereiro de 2008, bem como estudar as relações de densidades dos ovos e larvas com os fatores locais físicos (temperatura, velocidade da água) químicos (fosfato, nitrogênio total, nitrogênio amoniacal), como indicadores da produtividade no ambiente, fatores bióticos (densidades de fitoplâncton e zooplâncton) e com os fatores regionais (nível do rio e pluviosidade), formando condições e locais favoráveis para seu desenvolvimento e sobrevivência nos estágios iniciais de vida dos peixes. As coletas do ictioplâncton foram realizadas em 14 pontos ao longo do rio e áreas adjacentes, com arrastos sub-superficiais de 20 e 40 cm de profundidade, com rede tipo cilindro-cônica de malha 300 μm. Concomitantemente, foram coletadas amostras de fitoplâncton e zooplâncton, bem como realizadas as medidas das variáveis locais e regionais. Após as coletas as amostras foram triadas e identificadas ao menor nível taxonômico possível. Para avaliar as diferenças nas densidades de ovos e larvas nos locais e nos meses de estudo, foi utilizado o teste de ANOVA por medidas repetidas. Foi utilizada uma correlação de Spearman para a análise das densidades de ovos e larvas com as variáveis regionais e com as variáveis locais. Para avaliar as densidades das larvas com as densidades do fitoplâncton e do zooplâncton também foi utilizada a correlação de Spearman, porém, este teste foi feito com as larvas que foram identificadas em nível de gênero e espécie, e posteriormente, com cada espécie de larva de peixe migrador. Para analisar a composição das estruturas das assembleias de larvas através das densidades nos locais foi utilizado o teste de Mantel parcial, entre as distâncias de similaridades, distâncias ambientais e geográficas. Para avaliar a diferença temporal entre os grupos de Characiformes e Siluriformes foi feito o teste de ANOVA por medidas repetidas. Foi realizada uma ordenação direta das densidades das larvas dos migradores nos pontos amostrais. Os resultados espaciais com as densidades de ovos (F1;10= 0,572; p=0,467), e larvas (F1;10= 3,494 ; p=0,091) não foram significativos. Os resultados temporais com as densidades de ovos (F3;30= 0,533; p=0,663) não foram significativos, já para as larvas (F3;30= 4,539; p=0,009) foram significativos, com picos de densidades em novembro e janeiro. Houve correlação significativa entre as densidades das larvas com o nitrogênio total (r=-0,127; p=0,025) e a temperatura da água (r=0,292; p=0,035). O teste de Mantel parcial mostrou que a variação ambiental não foi fator determinante na distribuição da composição taxonômica dos grupos ao longo do rio (r=-0,214; p=0,966) e que as assembleias de larvas apresentam significativa dependência geográfica (r=0,459; p=0,001), quanto mais próximos os pontos geograficamente, mais similares foram as composições taxonômicas. Os resultados taxonômicos mostraram diferença temporal significativa (F3;48= 3,994; p=0,012) entre os grupos dos Siluriformes e Characiformes.
Resumo em lingua estrangeira: The aim of this study is to assess the spatial and temporal distribution of Ichthyoplankton assemblies of the Cuiabá River and adjacent areas, from November 2007 to February 2008. We also studied the relationships of egg and larvae density with local physical factors (temperature, water velocity) chemical (phosphate, total nitrogen, ammoniac nitrogen) as indicators of productivity in the environment, abiotic factors (densities of phytoplankton and zooplankton), and with regional factors (the river level and rainfall), as they form favorable conditions and locations for their development and survival in the earlier stages of fish life. Ichthyoplankton samples were conducted in 14 points along the river, with subsurface water of 20 and 40 cm deep, with cylinder-type nets of 300 μm. Concomitantly, were collected samples of phytoplankton and zooplankton, and measured the local and regional variables. After the data collecting, the samples were sorted out and identified to the lowest taxonomic level possible. To evaluate differences in densities of eggs and larvae in the localities and in the months of study, ANOVA for repeated measurements was applied. Spearman correlation was used for the analysis of densities of eggs and larvae with regional and local variables. To evaluate larval densities with densities of phytoplankton and zooplankton we also used the Spearman correlation, however, this test was done with larvae that were identified at the level of genus and species, and later, with each species of migrating fish larvae. To analyze the composition of the structure of assemblies of larvae through the densities at the localities, we applied the partial Mantel test, between the distances of similarities, environmental and geographic distances. To evaluate the temporal difference between the groups of Characiformes and Siluriformes, we applied an ANOVA for repeated measurements. A direct ordering of the migratory larvae densities in sampling points was done. The spatial results with egg densities (F1;10= 0,572; p=0,467), and larvae (F1;10= 3,494 ; p=0,091) were not significant. Temporal results with egg densities (F3;30= 0,533; p=0,663) were not significant, however for the larvae (F3;30= 4,539; p=0,009) the results were significant with peaks in November and January. There was a significant correlation between larval densities and total nitrogen (r=-0,127; p=0,025) and the water temperature (r=0,292; p=0,035). The partial Mantel test has shown that the environmental variation was not a determining factor in the distribution of the taxonomic composition of groups along the basin (r=-0,214; p=0,966). The larvae assemblies show significant geographic dependence (r=0,459; p=0,001), the closer the dots geographically, the more similar were the taxonomic compositions. Taxonomic results show significant temporal difference (F3;48= 3,994; p=0,012) between groups of Siluriformes and Characiformes.
Palavra-chave: Ictioplâncton
Área inundável
Peixes migradores
Palavra-chave em lingua estrangeira: Ichthyoplankton
Wetlands
Migratory species
CNPq: CNPQ::CIENCIAS BIOLOGICAS::ECOLOGIA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal de Mato Grosso
Sigla da instituição: UFMT CUC - Cuiabá
Departamento: Instituto de Biociências (IB)
Programa: Programa de Pós-Graduação em Ecologia e Conservação da Biodiversidade
Referência: FIGUEIREDO, Gabriela Maria Maimone de. Distribuição espacial e temporal de ovos e larvas de peixes no rio Cuiabá e áreas adjacentes, Mato Grosso, Brasil. 2014. ix, 46 f. Dissertação (Mestrado em Ecologia e Conservação da Biodiversidade) - Universidade Federal de Mato Grosso, Instituto de Biociências, Cuiabá, 2014
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://ri.ufmt.br/handle/1/663
Data defesa documento: 17-Mar-2014
Aparece na(s) coleção(ções):CUC – IB – PPGECB – Dissertações de mestrado

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
DISS_2014_Gabriela Maria Maimone de Figueiredo.pdf919.79 kBAdobe PDFVer/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.